Estudantes da rede municipal desenvolvem campanhas sobre a importância de brincar com segurança

Abordar campanhas de conscientização, nas quais os alunos aprendam e ao mesmo tempo ensinam a comunidade a importância da diversão com segurança. Este é o princípio do projeto Brincando com Pipas, realizado em parceria com a Secretaria de Educação de Guarulhos e que contou com a participação de 1.200 alunos e 32 professores de escolas municipais.

Iniciativa do Instituto EDP, em conjunto com a Evoluir e a Prefeitura, o projeto tem como objetivo prevenir acidentes com pipas nas redes elétricas e já contribuiu com a redução de 30% no número de ocorrências nos bairros e arredores das escolas participantes.

Devido à pandemia, as atividades tiveram que ser adaptadas para o ambiente online, sem prejuízo à criatividade, à interação e ao alcance dos alunos. Na EPG Jorge Amado o foco da campanha são os riscos das linhas com cerol para os motociclistas, incluindo um vídeo e a distribuição de adesivos para esses profissionais. Na EPG Gilmar Lopes as crianças gravaram um vídeo falando sobre dicas de segurança ao brincar com pipas.

Já a EPG Mário Quintana escolheu a construção de uma história em quadrinhos e um jogo educativo. Por sua vez, a EPG Tom Jobim destacou um guia para brincadeiras seguras em casa e um vídeo sobre o perigo da linha com cerol para os animais. E os estudantes da EPG Edson Malecka, no Jardim Ponte Alta, resolveram atuar como cineastas mirins e produziram um minidocumentário sobre a brincadeira segura em tempos de pandemia.

De acordo com Thais Buratto, coordenadora do projeto Brincando com Pipas, as campanhas envolvem a participação ativa de alunos e professores e provam a importância de serem construídas coletivamente, mesmo com os desafios atuais. “As crianças atuaram como protagonistas em todo o processo, desde o momento da escolha das ferramentas de mídia até a criação dos roteiros dos vídeos ou desenho da história em quadrinhos. Sem dúvida, eu vejo muito poder e efetividade em campanhas estruturadas com as ideias, a linguagem e as mensagens que fazem sentido para elas, e que elas mesmas consideram relevantes para alertar a comunidade. São cuidados que todos precisam assimilar”, explica.

As principais dicas da campanha sobre empinar pipas de forma segura são não usar cerol, não arremessar objetos na rede elétrica para o resgate da pipa, empinar em locais sem rede de energia, longe de lajes, muros e nunca fazer o resgate de pipas em subestações da EDP para que não ocorra acidentes por descarga elétrica.