Iniciação Esportiva da Prefeitura é exemplo para formar novas Rebecas

A inédita façanha da ginasta guarulhense Rebeca Andrade nesta quinta-feira (29), ao conquistar a medalha de prata na disputa da ginástica individual geral da Olimpíada ultrapassa o pódio no Japão e joga holofote ao trabalho sério de formação de atletas desenvolvido por Guarulhos, especialmente nessa modalidade.

Destinado a meninas e meninos com idade entre 7 e 17 anos, o projeto Iniciação Esportiva visa a democratizar o acesso à prática esportiva e a promover o desenvolvimento integral de crianças e jovens. Além da ginástica artística, a iniciativa também contempla as modalidades como futsal, voleibol, basquete, futebol, handebol, natação, entre outras.

Bem estruturado e com profissionais competentes, o projeto tem revelado inúmeros atletas. Contudo, em decorrência da pandemia, as inscrições e as aulas estão temporariamente suspensas. O retorno das atividades está previsto para setembro

RESULTADO

O resultado excepcional de Rebeca é motivo de orgulho para todo o Brasil e, em especial, para Guarulhos, cidade onde a atleta nasceu e recebeu toda a sua formação de base no projeto Iniciação Esportiva oferecido pela Prefeitura, que já é referência por formar muitas ginastas para a seleção brasileira, bem como seu corpo técnico.

Exemplo disso vem da própria história da Rebeca. A professora Mônica dos Anjos identificou o talento da menina para a ginástica artística e a convidou em 2005 para participar das turmas de treinamento no Ginásio Municipal Bonifácio Cardoso, no Gopoúva. Mônica sempre acreditou em Rebeca. “Para um atleta chegar a este nível é necessária formação sólida e lapidação. Foi isso que fizemos aqui durante os quatro anos em que Rebeca permaneceu conosco. Estamos muito felizes e orgulhos por esta incrível conquista de uma menina de origem humilde que não desistiu diante das dificuldades.”