Obra do monotrilho no Aeroporto começará em 90 dias

Foto: GRU Airport

O famoso monotrilho que seria construído alguns anos atrás para interligar os terminais um, dois e três do Aeroporto Internacional de Guarulhos à Linha 13 – Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos de São Paulo (CPTM), finalmente, deverá sair do papel.

As obras para a construção do People Mover, como também é conhecido, estão previstas para começar em até 90 dias e serão de responsabilidade do consórcio GRU Airport, responsável por administrar o local.

O anúncio foi feito durante palestra para empresários pelo secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado, Alexandre Baldy, na sede Associação Comercial de São Paulo (ACSP), na manhã desta quinta-feira (05).

“A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) aprovou um aditivo nesta semana que dá esta responsabilidade ao consórcio”, disse Baldy. “A construção já vai começar”, emendou.

De acordo com o secretário, o Governo do Estado começou a intermediar esta discussão em 2019 quando o próprio Baldy procurou o Ministério da Infraestrutura para encontrar uma solução para o caso. “Diziam que a Linha 13 da CPTM precisava passar por dentro dos terminais e ela nunca foi projetada para isso”, afirmou. “Os trens avançarão para o Bairro Bonsucesso (em Guarulhos), uma região com quase meio milhão de habitantes, e nunca teve o objetivo de entrar no aeroporto”, complementou.

Ainda segundo Baldy, o Governo até poderia custear a obra do monotrilho, caso não houvesse uma resposta para o impasse, mas o usuário do aeroporto teria de pagar tarifa para o Poder Público “o que não faria sentido”.

A palestra de Alexandre Baldy foi promovida pela ACSP em parceria com a Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). O evento está disponível no YouTube .