Guarulhos é premiada por alto rendimento em testes rápidos de tuberculose

A Prefeitura de Guarulhos, por meio do trabalho realizado pelo Laboratório de Saúde Pública da cidade, recebeu nesta quinta-feira (16) o Prêmio de Qualidade nas Ações de Controle da Tuberculose, na categoria Laboratórios Rendimento do TRM>70%, o que significa que superou a quantidade de testes preconizados pelo Estado. A premiação simbólica foi realizada no Fórum estadual de Tuberculose 2021, de forma online, pela Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. O objetivo é reconhecer as cidades que tiveram destaque no diagnóstico de tuberculose.

O teste apresenta o resultado em aproximadamente três horas em ambiente laboratorial, sendo necessária apenas uma amostra de escarro. O rendimento do aparelho que realiza o Teste Rápido Molecular para Tuberculose (TRM-TB) seria de 8 mil testes por ano, no entanto, o Laboratório de Saúde Pública de Guarulhos, localizado dentro da Secretaria Municipal da Saúde, realizou 9.200 testes em 2020, por isso o prêmio.  

A chefe do laboratório, Regina Romano, explica que conseguiu aumentar o rendimento sem onerar o município, apenas modificando o horário de entrada e de saída dos servidores para que as máquinas ficassem ligadas por mais tempo, ou seja, por 12 horas, ao invés de oito. “Nós nos organizamos para oferecer um quantitativo maior de testes para diagnóstico de tuberculose e isso acarreta a diminuição da cadeia de contatos e de transmissão, diminuindo assim os casos de tuberculose na cidade”, afirma.

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, também conhecida como bacilo de Koch. Ela afeta prioritariamente os pulmões, mas pode acometer outros órgãos e/ou sistemas.

O diagnóstico é simples e pode ser realizado nas Unidades Básicas de Saúde. Além disso, as UBS realizam com frequência a busca ativa de pacientes com quadro suspeito de tuberculose, como pessoas que apresentam tosse por três semanas ou mais. O tratamento também é realizado na própria UBS.

Apesar de ser uma enfermidade antiga, a tuberculose continua sendo um grave problema de saúde pública. De acordo com o Ministério da Saúde, a cada ano cerca de 10 milhões de pessoas adoecem no mundo por tuberculose. No Brasil são notificados aproximadamente 70 mil casos novos e ocorrem cerca de 4,5 mil mortes em decorrência da doença anualmente.