Deputado cobra esclarecimentos de empresas por desrespeito ao consumidor

A Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor se reuniu na última quarta-feira (10) e aprovou por unanimidade de seus pares os requerimentos de autoria do deputado Jorge Wilson Xerife do Consumidor (Republicanos) que convidam os representantes de empresas que atuam em diferentes áreas, para se apresentarem e prestarem esclarecimentos a respeito da prestação de serviços que vem sendo oferecida aos consumidores.

O CEO da Uber no Brasil, Dara Khosrowhahi, deve prestar esclarecimentos acerca das reclamações de consumidores envolvendo cancelamentos de viagens, atendimentos, indisponibilidade de ouvidoria pela empresa e dificuldades na realização de reembolsos, nos casos de viagens que sequer chegam a ser realizadas.

Ao Mercado Livre, uma das maiores empresas de vendas online do país, o requerimento aprovado convida o CEO Fernando Yunes. A referida Comissão requer informações acerca das reclamações dos usuários quanto ao cancelamento de compras e problemas na entrega dos produtos.

“É fundamental que estas empresas, que atendem milhares de consumidores todos os dias, prestem os devidos esclarecimentos. Estamos fiscalizando para que haja equilíbrio nas relações de consumo e que o consumidor, que é a parte menor nesta relação seja respeitado”, explica o parlamentar.

Foram aprovados também os requerimentos que convidam respectivamente o diretor Leonel Dias de Andrade Neto e Pio Adrian Souza Meier, representantes da CVC e 123 Viagens, que devem esclarecer as denúncias sobre serviços contratados que não forneceram as informações claras, com valores diferentes e reclamações sobre a má prestação de serviços para o cancelamento de viagem e reembolso de valores.

No ramo do varejo o requerimento aprovado convida Roberto Fulcherberguer, diretor-presidente da Via Varejo. A empresa deve prestar esclarecimentos acerca de denúncias sobre prestação de serviços contratados, descumprimento do prazo de entrega das mercadorias, além da venda de produtos sem estoque e outras reclamações dos consumidores.

“O consumidor deve exercer a sua cidadania, e exigir os seus direitos. Enquanto Deputado Estadual e Presidente da Comissão de Defesa do Consumidor na Assembleia Legislativa essa é minha luta. Garantir que o consumidor seja respeitado”, finaliza o deputado.

Imagem: Divulgação