Governo de SP anuncia unidade móvel do Bom Prato em Guarulhos

Foto: Governo do Estado de São Paulo

O Governador João Doria anunciou, nesta quarta-feira (16), 20 unidades do Bom Prato Móvel para ampliar o atendimento dos restaurantes do programa, possibilitando que a população vulnerável tenha acesso a variedades de alimentos em refeições balanceadas. Um piloto do programa móvel teve início em dezembro do ano passado, na região de Perus.

A partir de segunda-feira (21), será iniciado o atendimento das unidades móveis de Guarulhos, Brás, Brasilândia, Osasco, Tucuruvi, Jundiaí (que vai atender a população de Várzea Paulista) e Guaianases (que vai atender a região de Cidade Tiradentes).

“Essa é uma iniciativa inédita do Governo de São Paulo para o melhor programa de alimentação popular do Brasil. Os caminhões do Bom Prato vão levar comida com alta qualidade, com proteína, carne, vegetais e frutas para a população periférica do estado por R$ 1 por refeição”, disse Doria.

Os caminhões do tipo VUC vão atender regiões da capital, Osasco, Ribeirão Pires, Guarulhos, Campinas, Várzea Paulista e Ferraz de Vasconcelos, com operação a ser implantada gradativamente, sendo que as unidades de Perus e Santo Amaro (que atende o Grajaú, na zona Sul da capital) já estão em operação.

“O Programa Bom Prato cresceu imensamente durante a pandemia, passando a servir jantares e três refeições gratuitas. As 20 unidades do Bom Prato Móvel servirão para atender o entorno das unidades fixas, levando refeições às periferias e aos bolsões da pobreza e vulnerabilidade. Há também um grande foco no atendimento de emergências e calamidades, em que precisamos atender a população com as refeições já prontas”, afirmou a Secretária de Desenvolvimento Social do Estado, Célia Parnes.

Nesta quinta-feira (17), começam a circular os caminhões com refeições das unidades fixas de Capão Redondo para atendimento nos bairros de Jardim Angela e Jardim São Luiz; Campinas, Ferraz de Vasconcelos, Limão (que vai atender áreas vulneráveis de Santana); Paraisópolis e São Mateus, atendendo os distritos de Sapopemba e Parque São Rafael. Já na sexta-feira (18), tem início a operação móvel dos restaurantes 25 de março e Santo André (que vai atender a cidade de Ribeirão Pires). A partir de segunda-feira (21), será iniciado o atendimento das unidades móveis de Guarulhos, Brás, Brasilândia, Osasco, Tucuruvi, Jundiaí (que vai atender a população de Várzea Paulista) e Guaianases (que vai atender a região de Cidade Tiradentes). As outras três unidades começam a circular em abril em locais a definir.

A seleção dos locais levou em conta a densidade populacional, vulnerabilidade social e a distância das unidades fixas. As refeições serão preparadas e embaladas nos restaurantes fixos sob supervisão de uma equipe de nutricionistas. O transporte dos alimentos é feito em caixas hotbox para garantir a segurança sanitária e a temperatura das refeições, e o preço unitário das refeições é de R$ 1, mesmo valor das refeições em todos os restaurantes do programa.

O Governo do Estado investiu R$ 3,66 milhões para operacionalizar as 20 unidades do Bom Prato Móvel e custear s refeições e demais itens de operacionalização (combustível, recursos humanos, tenda, hotbox, etc).

O projeto inovador tem como objetivo alcançar bolsões de pobreza a mais de 2 km de uma unidade fixa e que não possuem recursos para deslocamento. Além disso, é possível atender emergências e calamidades em qualquer local do estado, como a ação que ocorreu no começo de fevereiro para distribuição de refeições às famílias vítimas das fortes chuvas em Franco da Rocha.

Prorrogação de gratuidade

O Governador também anunciou a prorrogação da gratuidade de refeições do Bom Prato às pessoas que estão em situação de rua até 31 de julho deste ano. Para receber a refeição gratuita é preciso ter um cartão, cadastrado pela prefeitura. Os cartões são entregues apenas para pessoa adulta.

Até o momento, foram disponibilizados 24,8 mil cartões aos municípios. Desde o início da crise sanitária de COVID-19, o programa serviu 65 milhões de refeições, sendo que 1,4 milhão foram gratuitas.

Sobre o Bom Prato

Das 60 unidades, 22 delas estão localizadas na capital, 12 na Grande São Paulo, 8 no litoral e 18 no interior. Todos os restaurantes populares funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 9h para o café da manhã, com o almoço a partir das 10h30, preferencialmente para idosos, e 11h para o público em geral. O jantar é a partir das 17h.

- PUBLICIDADE -