Autor de latrocínio contra universitária é preso em ação da Operação Sufoco no interior

Foto: Mayara Nascimento

A Operação Sufoco completou duas semanas de atividades nesta quarta-feira (18), dia que teve como destaque a prisão do autor de uma tentativa de homicídio e do latrocínio cometido contra uma universitária, no último final de semana, em São João da Boa Vista. Além disso, quase 20 pessoas foram detidas por crimes relacionados à pedofilia e  cometidos pela internet. Autores de roubos, furtos e tráfico de drogas também foram capturados.
Na região de Piracicaba, a Polícia Civil de São João da Boa Vista, em conjunto com policiais militares e guardas municipais, prendeu o homem responsável pelo latrocínio que vitimou uma universitária, encontrada morta a facadas no último dia 15. O criminoso foi encontrado em meio a um matagal e as apurações que levaram à sua identificação foram conduzidas pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) do município. O suspeito responderá por latrocínio e também por uma tentativa de homicídio, cometido um dia antes.
“Nada vai fazer voltar a vida dessa jovem. O que nos engrandece é que a Polícia Civil conseguiu, juntamente com a Polícia Militar, a guarda municipal da área, dar uma resposta para a sociedade”, destacou o delegado-geral de polícia, Osvaldo Nico Gonçalves, durante entrevista coletiva sobre o caso. “Tem que mandar para a cadeia e mostrar o exemplo. Fez, vai ter que pagar”, completou.
Em outra ocorrência, a Divisão de Crimes Cibernéticos (Dcciber), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), prendeu 11 pessoas em flagrante durante a segunda fase da operação “Skyfall”, que foi realizada integrada à operação Sufoco para combater a pedofilia na rede mundial de internet.
Integrantes da Central Especializada de Repressão a Crimes e Ocorrências Diversas (Cerco), da 5° Delegacia Seccional de Polícia Leste, prenderam oito pessoas envolvidas em falsos leilões virtuais, durante a operação “Dark Office”, também realizada em integração com a operação Sufoco. Os autores foram detidos em dois escritórios usados para cometer os delitos, localizados nas cidades de São Paulo e Atibaia.
Agentes do 10° Distrito Policial da Capital capturaram uma mulher envolvida no roubo a um homem e cumpriram um mandado de prisão contra seu comparsa, que já se encontrava detido. A vítima conheceu os criminosos em uma casa de shows, onde beberam cervejas e depois se deslocaram para outro bar. No local, mais bebidas alcoólicas foram ingeridas e o rapaz perdeu os sentidos. A vítima acordou posteriormente em uma praça, sem os documentos, dinheiro e celular, os quais foram levados pelos suspeitos. Além disso, transações bancárias indevidas foram realizadas da sua conta.
Equipes do 24 °DP, por sua vez, prenderam o autor de dois roubos a residências, localizadas nas regiões de Cangaíba e Pinheiros, em São Paulo.
Em Campinas, policiais da 1° Delegacia de Investigações Gerais (DIG), da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic), prenderam um homem envolvido em roubos de carga e uma mulher em flagrante por porte de uma pistola nove milímetros e receptação de uma carga de cigarros roubada.
Em Araçatuba, integrantes do 2º Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) detiveram um adolescente que transportava dez tabletes de maconha e oito pacotes de skunk em uma bolsa, dentro de um ônibus de viagem.
Policiais do 15º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) prenderam criminosos durante um roubo de caminhão com retenção do motorista, que estava refém dos suspeitos. A ação ocorreu em Guarulhos, na Grande São Paulo, e a vítima foi libertada.
Prisões e apreensões
A Operação Sufoco já deteve mais de 1,8 mil pessoas, vistoriou 36,6 mil motocicletas, das quais mais de 1,2 mil foram apreendidas, apreendeu cerca de 10,5 toneladas de drogas e retirou das ruas 128 armas ilegais.
Também foram recolhidos simulacros de armas, cartões bancários, máquinas de cartão, celulares e carcaças de celulares, veículos de alto valor, itens de informática, alta quantia em dinheiro nacional e estrangeiro, entre outros objetos.
Operação Sufoco
A Operação “Sufoco” foi iniciada no último dia 4 para combater a criminalidade, com destaque para os delitos cometidos por falsos entregadores de delivery, na cidade de São Paulo, se estendendo para a região metropolitana e interior. A ação começou no mesmo dia em que foi anunciado um aumento na quantidade de policiais nas ruas da Capital, dobrando o efetivo operacional por meio de atividades extras.

- PUBLICIDADE -