Mulher é sequestrada a caminho do Aeroporto de Guarulhos e mantida refém por 10 horas

Foto: Olivia Villegas

A economista, de 35 anos, foi mantida refém por mais de 10 horas após se alvo de criminosos enquanto seguia para o Aeroporto de Guarulhos.

A mulher seguia para o terminal pela marginal do Tietê quando um veículo bateu na traseira do seu carro. Assustada, ela continuou dirigindo, mas novamente teve o veículo atingido. Com isso, ela suspeitou que fosse uma ação criminosa, então tentou sair do carro, mas foi rendida e colocada em outro veículo.

Ela disse que foi ameaçada pelos bandidos com armas de grosso calibre. Eles tentaram realizar diversas compras com seus cartões de crédito, o que levantou suspeitas para o marido da vítima.

Ele acessou as contas bancárias dela e notou movimentações estranhas, acionando a Polícia Militar. O seguro do banco também suspeitou das movimentações e bloqueou as transações.

Com a localização do celular e do relógio, a polícia identificou que a mulher estava sendo mantida refém em um local da periferia de Guarulhos. Por volta das 18h ela foi abandonada em uma rodovia que dá acesso à capital.

O veículo que ela conduzia, um Toyota Corolla Cross prata, modelo de 2022, até o momento não foi localizado. Os criminosos também não foram localizados. O caso, que aconteceu na manhã de sábado (11), continuará sendo investigado pelo DHPP e Delegacia Antissequestro (DAS).

- PUBLICIDADE -