Motoristas são vítimas de assaltos na rodovia Fernão Dias

A rodovia Fernão Dias se tornou ponto de constantes investidas de criminosos que jogam pedras na pista para parar os carros e fazer assaltos. Mesmo assim, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que houve redução do número de ocorrências. No ano passado, a foram registradas 128 casos relacionados ao crime ao longo do trecho, queda de 60% na comparação com os 50 registros realizados até o mês de agosto.

O HOJE esteve na rodovia, conversou com moradores do local e apurou que os assaltos são frequentes nos trechos dos km 83, 84, 85 e 86, no sentido Belo Horizonte. Segundo Rodrigo Martins Correa, 36, frentista de um posto de gasolina local, os bandidos jogam pedras nos carros de cima de uma passarela que fica próxima do km 86. “Depois disso, eles [os assaltantes] anunciam o roubo. Durante a madrugada, infelizmente, somos alvos fáceis desses criminosos”, disse Correa.

Ainda segundo frentista, os assaltos também acontecem durante o dia e após as 19h. Os bandidos jogam pedras em motos e até mesmo caminhões forçando-os a pararem. Ele acrescentou que diversos motoristas chegam ao posto com os pneus dos carros estourados.

Em nota, a Polícia Militar informou que 151 criminosos acabaram presos somente do primeiro semestre e que 343 veículos roubados ou furtados foram recuperados na região. “As ações no combate a criminalidade na rodovia são coordenadas com a PRF”. Sobre o patrulhamento no entorno da via, a PM disse que é realizado por meio de diferentes programas, além de uma base comunitária da corporação instalada na zona norte de São Paulo.

Já a PRF ressaltou que está tomando medidas imediatas para coibir a criminalidade no local. O efetivo será reforçado com equipes de ronda adicionais – diurnas e noturnas. Também observou que já foram feitas solicitações junto à concessionária que administra a rodovia para que sejam instaladas telas de proteção nas passarelas, a fim de evitar o arremesso de materiais do alto destes dispositivos.

A criminalidade atinge também outras rodovias do estado. No mês de maio, um menor de 17 anos morreu e ao menos três pessoas ficaram feridas quando um grupo de criminosos atirou pedras contra carros que passavam pela rodovia dos Imigrantes, na região de Cubatão, litoral sul de São Paulo.

Reportagem: Leticia Lopes

Foto: Ivanildo Porto