Crise deixa comerciantes pessimistas sobre as vendas no Dia das Crianças

Na véspera do Dia das Crianças, que será celebrado nesta quarta-feira (12), os comerciantes de Guarulhos estão pessimistas sobre as vendas no município. Segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da cidade, Renato Sanches, o aumento dos preços dos presentes para os pequenos fizeram com que os pais compassem itens menores e mais baratos.
“Os setores que mais apresentaram aumento nos valores foram os de brinquedos. Neste ano, com a crise econômica, os pais estão mais voltados a comprar as famosas lembrancinhas do que presentes grandes”, disse Sanches.

Segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio SP), os itens infantis apresentaram alta no ano de 10% em setembro, de acordo com informações do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Já o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos (ACE), William Paneque, ressaltou que embora a queda nas vendas seja notada, acredita-se que o poder de compra dos consumidores neste ano vai ser um pouco melhor do que em 2015.

“A expectativa é de queda no consumo. A situação da economia continua difícil, com o desemprego em alta e a renda do consumidor comprimida. Mas, embora o resultado ainda seja positivo, a queda deve ser menor que no ano passado”, afirmou.
Um levantamento da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDLESP) reforça que a expectativa dos lojistas está baixa. Para 2016, a expectativa de vendas não passa de 5%, sendo que em 2015 o crescimento foi, em média, de 7%.

Reportagem: Leticia Lopes
Foto: Ivanildo Porto