Ex-secretário Pietá indiciado por corrupção na Lava Jato

Preso na Operação Lava Jato, o ex-secretário da Prefeitura de Guarulhos, Branislav Kontic, foi indiciado pela Polícia Federal ontem sob suspeita de corrupção. Além dele, também foi indiciado o ex-ministro Antonio Palocci Filho sob suspeita de receber propina do grupo Odebrecht a fim de defender os interesses da empresa.

Kontic comandou a Secretaria de Desenvolvimento Urbano na cidade durante as duas gestões do ex-prefeito Elói Pietá. Ex-assessor de Palocci, ele é apontado na Lava Jato como um dos responsáveis por intermediar o contato entre o petista e o empresário Marcelo Odebrecht.

O ex-ministro teria solicitado e coordenado o pagamento de R$ 128 milhões em propina pela Odebrecht, segundo apontam planilhas apreendidas pela PF e intituladas “Posição Programa Especial Italiano”. O “Italiano”, segundo concluiu a investigação, fazia referência a Palocci, conforme indicam dezenas de e-mails e mensagens eletrônicas de Marcelo Odebrecht e outros executivos da empresa.

Além deles, também foram indiciados, sob suspeita de corrupção, seu ex-assessor Juscelino Dourado, o empresário Marcelo Odebrecht e, sob suspeita de lavagem de dinheiro, o casal de publicitários João Santana e Mônica Moura (que teriam recebido parte dos pagamentos solicitados por Palocci).