Portaria central do Padre Bento deve ser reaberta no final do próximo mês

Motivo de constantes reclamações entre os pacientes, a interdição da portaria central do Complexo Hospitalar Padre Bento já tem prazo para voltar a sua funcionalidade normal. A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo garantiu que a mesma deve ser reaberta para o público a partir dos últimos dias do mês de abril.

Para alcançar a entrada alternativa disponibilizada para acessar as dependências do Complexo Hospitalar, o paciente que se desloca do acesso principal precisa encarar as adversidades existente como a disputa por espaço do deficitário passeio público com transeuntes e usuários do transporte público.

“Lá é melhor do que aqui. Muita gente não conhece esta entrada e o acesso principal é bem melhor”, disse a paciente Raremi Parreira. Já a doméstica Jacinta Ribeiro afirmou que para chegar ao local que tanto necessitava precisou perder alguns minutos para buscar informações sobre qual trajeto utilizar.
“O acesso por lá é bem melhor. Por aqui você anda bastante. No sábado (18) eu fiquei sem saber como chegar ao lugar onde precisava ir. Tive que ficar perguntando”, declarou Jacinta.

Além dos pacientes, os taxistas que trabalham no ponto próximo ao Padre Bento também demonstraram sua insatisfação com a interdição da entrada central. Eles apontam dificuldades de acesso dos pacientes aos veículos e queda no número de passageiros transportados.

“O fechamento da entrada principal prejudica bastante o nosso trabalho. Isso por que ao sair os pacientes enxergam o táxi e agora dificulta”, disse o taxista Ari Silva.
Já a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo afirma que a interdição da portaria se deve por conta de uma obra que está acontecendo no local. A previsão é de que esta termine no final do mês de abril.

Reportagem: Antônio Boaventura
Foto: Ivanildo Porto