Artista Gilmar Pinna homenageará Aparecida com obra exclusiva de 50 metros

No ano de comemoração aos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do Rio Paraíba do Sul, o artista Gilmar Pinna realizará uma grandiosa homenagem. Ele entregará uma escultura de 50 metros de altura que ilustra a imagem da Santa como padroeira do Brasil.
Segundo Pinna, a ideia da escultura exclusiva surgiu no ano passado durante a execução de outra obra entregue à cidade. “O prefeito pediu para fazer os cinco milagres da Santa. Com isso decidi criar um marco para a cidade”, explicou o artista.

A obra será colocada às margens da rodovia Presidente Dutra. Para Pinna a intenção é que todos tenham acesso a obra. Para a confecção de toda estrutura e da escultura, o artista estima que sejam utilizadas 250 toneladas de aço carbono e inoxidável. No entanto, para a conclusão da obra Pinna espera ajuda. “Estou clamando as empresas de Guarulhos que me ajudem a terminar. Preciso do material e é essa ajuda que espero”, afirmou Pinna que ressaltou que até o momento 60% da escultura já foram concluídos.

A montagem no local terá início no dia 30 de setembro, com inauguração prevista para o dia 12 de outubro como parte das celebrações realizadas na cidade de Aparecida. Nos últimos dias o artista apresentou a obra ao prefeito Guti. Além dele, é esperada na próxima semana a visita do bispo de Guarulhos, Dom Edmilson Amador Caetano, até o galpão do artista para dar uma bênção especial aos trabalhos.

História – No ano de 1717, três pescadores, levados por necessidades históricas e econômicas, saíram a pescar, numa época escassa de peixes. Por ação misteriosa de Deus, chegando ao “Porto de Itaguassu”, a primeira coisa que caiu em suas redes foi o corpo de uma imagem quebrada, na altura do pescoço. Num segundo lance de rede, pescaram a cabeça da mesma imagem. Juntando as duas partes viu-se que se tratava da Senhora da Conceição. Depois do encontro da imagem, a pesca de peixes foi abundante e os pescadores intuíram a presença e ação de Deus naquele singular evento. Por assim ter aparecido, o povo chamou-a de “Aparecida”, nome consagrado pela devoção popular, chegando a ser proclamada Rainha em 1904, e Padroeira do Brasil em 1930.

Monumentos retratam cinco milagres da Santa

Além da escultura exclusiva, Pinna já retratou os principais milagres ocorridos no início do aparecimento da Santa. São 12 esculturas feitas com aço inoxidável em exposição em diversas partes da cidade como parte das celebrações dos 300 anos da aparição da imagem.
As peças chegam a medir até nove metros de altura e retratam os cinco milagres realizados pela Santa: a pesca abundante após o encontro da imagem no rio, o milagre das velas que se apagaram e acenderam sozinhas, o da menina cega que voltou a enxergar, a libertação das correntes do escravo Zacarias e do cavaleiro sem fé que não conseguiu entrar na igreja.
Com obras expostas em países como Itália, Suíça e Espanha e Portugal, Pinna começou sua carreira na década de 70 e já conquistou diversos prêmios. Em Guarulhos, dentre as principais obras do artista, estão uma escultura em forma de três bicicletas na avenida Paulo Faccini, numa menção à família (pai, mãe e filho), lembrando que, além de saúde e segurança, a ciclovia que funciona na via também é um lugar para encontros familiares em momentos de lazer; e o monumento de 25 metros de altura, batizado de “Cavaleiro Fiel”, que está instalado em uma praça próximo ao Aeroporto de Guarulhos.