Educação promete solucionar problema da falta de merenda escolar nos próximos dias

Mara Gianetti, diretora do departamento de Controle e Execução Orçamentária da secretaria de Educação, Esporte, Cultura e Lazer (Secel), prometeu solucionar nos próximos dias o problema da falta de alguns gêneros alimentícios na merenda escolar fornecida para alunos da rede municipal de ensino.

Segundo a dirigente, a prefeitura possui recursos e culpou a burocracia dos processos pelo problema ocasionado. “Desde a última semana estamos com intensas negociações com o departamento de compras para que a gente vê qual é o tempo certo da compra e aquisição. Não é falta de recurso”, explicou Mara.

Diante deste quadro, ela prometeu solucionar este problema nos próximos dias, além de afirmar que este imbróglio não deverá ocorrer em 2018. “Nós estamos sim com problemas na merenda com relação a aquisição de alguns gêneros alimentícios. Estamos regularizar ainda esta semana e esperamos que até o final do ano esteja tudo regularizado. No ano que vem não queremos problemas”, disse.

A diretoria ressaltou que os recursos destinados para a aquisição da merenda escolar são oriundos de programas federais como o Brasil Carinhoso e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). O HOJE obteve a informação de que o município possui atualmente R$ 45 milhões para compra de alimentos.

“São recursos para a merenda. Nós não temos problemas de recurso. Nosso problema é processual, de licitação, que entra impugnação, enfim. O processo em si. Estamos querendo criar uma expertise de inteligência dentro da secretaria para antecipar todos estes problemas”, concluiu.

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto