Paciente que corre o risco de ficar paraplégico consegue marcar consulta após espera de dez meses

Com o risco de ficar paraplégico, o ajudante Ricardo Donizete da Silva, 28, morador do bairro Recreio São Jorge, conseguiu um parecer da Secretaria da Saúde, que marcou a consulta nesta terça-feira (28), com o neurocirurgião no Hospital Padre Bento, após esperar por mais de dez meses por uma consulta, cujo a fila de espera poderia durar cerca de três anos.

A cirurgia que Donizete precisa é da correção de coluna, e mesmo com todos os exames, ainda continua na lista de espera, e como sofre com dores, grande parte das vezes vai para o hospital tomar morfina. A reportagem do HOJE entrou em contato com a Secretaria da Saúde, que informou que os procedimentos de neurocirurgia são considerados de alta complexidade, dentro da esfera de competência do Sistema Único de Saúde (SUS). “Portanto, a atual gestão está em negociação com o governo do Estado para a oferta de vagas ao município”.

Relembre a história acessando o link:

Paciente que corre o risco de ficar paraplégico terá que esperar três anos por consulta em Guarulhos