As férias estão acabando e se aproxima a hora de retomar a rotina diária. O retorno traz consigo uma série de sentimentos, pois se por um lado há a ansiedade do recomeço, por outro retomar uma agenda de estudos, trabalhos e provas causa certa falta de coragem. E isso não é comum só para as crianças, mas também para os adultos que depois de quase dois meses descansando dos estudos chega a hora de se despedir das férias.

Esse processo envolve algumas mudanças, já que o ritmo das férias é diferente da rotina de um estudante. Dessa forma, esse é o momento dos pais começarem a preparar os pequenos para a retomada da rotina, após um período de descanso e diversão.

Por isso, os pais devem começar a organização do calendário escolar alguns dias antes do começo das aulas, garantindo que a criança entre no ritmo de maneira natural e progressiva. Uma mudança importante diz respeito ao sono das crianças. Coloca-las para dormir no horário e ir acostumando uns dias antes, facilita a vida dos pais e dos pequenos também. Segundo especialistas, crianças de 6 a 12 anos devem dormir de 9 a 12 horas. E crianças acima de 13 anos, devem dormir ao menos 8 horas por dia.
Outra maneira de estimular a criança a voltar a rotina escolar é organizando junto com ela os materiais escolares e o uniforme. Mostrar o material novo e demais itens desperta a curiosidade do que será aprendido no novo ano letivo e antecipa o contato dos pequenos com o mundo escolar.

Se a volta às aulas também significa que a criança estará indo para uma escola nova é o momento dos pais apresentarem essa mudança e todas as vantagens que o novo ambiente oferecerá antes mesmo do início das aulas regulares. De acordo com especialistas, os pais devem estimular a familiarização da criança com o novo espaço.

Além disso, durante as férias é importante também que os pais programem atividades que despertem o conhecimento. Jogos de tabuleiro, idas ao zoológico ou visitar o jardim botânico são exemplos de ações ricas de aprendizados e descobertas, unindo lazer e diversão para todas as idades. Isso faz com que a criança entenda que aprendizado e lazer podem caminhar juntos e estudar pode ser algo prazeroso.
Já depois que as aulas tiverem iniciado é ideal que os pais reservem um período para conversar com a criança sobre a rotina, conferir o caderno e dialogar sobre o que ela aprendeu. Essa aproximação mostra que a família valoriza o esforço do aluno, sendo mais um estímulo para ele seguir bem nos estudos.

Foto: César Ogata/Secom

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here