Obras do P.A. Paraíso dependem da liberação de verba do Governo Federal

Obras do P.A. Paraíso dependem da liberação de verba do Governo Federal

Fechado em dezembro do ano passado, o Pronto Atendimento do Jardim Paraíso não tem data definida para ser reaberto. Em reforma, a obra daquela unidade de saúde depende da liberação de recurso do Governo Federal para que possa concluir as benfeitorias. Enquanto isso, o local é utilizado, de forma provisória, como base para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Segundo a Prefeitura, os serviços que estão sendo executados no local são de retirada de materiais que possam ser aproveitados no novo projeto arquitetônico. Para dar início às obras de transformação do PA em UPA, o governo municipal aguarda a autorização da Caixa Econômica Federal, uma vez que a obra será custeada com recurso federal de 2008 que, na época, era destinada à reforma de duas unidades: PA Paraíso e PA São João.

“Ele é muito bom para a nossa região, mas fechado e da forma que está é muito triste. Agora que fechou está muito ruim. A gente precisa agora ir para o HMU, que é longe pra nós. Complicou por que moramos aqui perto”, disse Maria Aparecida, moradora do Jardim Paraíso.
Como esta última foi transformada em UPA, a Secretaria de Saúde solicitou ao Ministério da Saúde, em 2014, autorização para utilizar integralmente a verba para a reforma e transformação do PA Paraíso em UPA, o que foi autorizado com recomendações de ajustes no plano de trabalho, os quais também já foram efetuados. Entretanto, não existe prazo definido para sua reabertura.

“Este equipamento é de total importância para toda região. Com ele fechado acabou a região. Quem tem convênio ainda dá um jeito, mas quem não tem precisa se deslocar para longe. Eu acho que não necessitava de ter fechado”, concluiu a moradora Maria Neves.

Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br
Foto: Ivanildo Porto

Deixe seu Comentário