Antes marcada para esta sexta-feira (18), o projeto de lei elaborado pela Prefeitura de Guarulhos sobre o reajuste salarial e de seus benefícios para os servidores públicos foi antecipado pelos vereadores para quinta-feira (17) em sessão extraordinária. O índice para acréscimo nos vencimentos é de 3% válido pelos próximos 12 meses.

Entretanto, não será possível que os funcionários públicos possam receber a remuneração no próximo mês com o reajuste acordado entre as partes interessadas. Isso porque a aprovação do projeto, bem como sua publicação no Diário Oficial do Município (DOM), não será em tempo hábil para a data de fechamento da folha de pagamento. O pagamento será retroativo no vencimento posterior.

Em conjunto com o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (Stap) de Guarulhos, a administração municipal definiu um reajuste de 3% nos salários de todo o funcionalismo a partir de 1º de maio, um ganho real de 0,43% em relação aos 2,57% apurados pelo Índice do Custo de Vida (ICV) do Dieese, no acumulado dos últimos 12 meses.

A prefeitura também prevê um reajuste de 6,52%, o que representa duas vezes e meia a inflação acumulada, nos valores do vale alimentação e vale refeição, que devem passar para R$ 495,00 por mês para todos os funcionários. Já o vale cesta básica, concedido desde o ano passado, será reajustado em 15%, subindo para R$ 115,00.

“Foram ganhos reais que os servidores nunca tiveram. O reajuste da cesta básica é cinco vezes maior que a inflação. Nunca o servidor teve isso em termos de reajuste real. Mesmo em um momento de crise, o governo faz um reajuste que poucas vezes aconteceu isso”, explicou o líder do governo, vereador Eduardo Carneiro (PSB).

Antônio Boaventura

antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here