Gestante de nove meses alega que falta médico e não tem sistema na UBS Belvedere

A dona de casa Lucimara Mendes, 27, alega que falta médico na Unidade Básica de Saúde (UBS) Belvedere, localizada na Estrada Municipal, n° 475, no bairro do Mikail II. Além disso, a gestante também reclamou da falta de sistema na unidade para marcação de consultas, problema que já foi reportado pelo HOJE no dia 4 deste mês, cujo a Secretaria de Saúde alegou na ocasião que ocorreu devido a um rompimento de um cabo fibra ótica na região.

“Meu parto deve ocorrer até dia 25 deste mês, e preciso fazer acompanhamento com o médico a cada sete dias, porém, devido a falta de médico, isso não é possível na UBS Belvedere”, destacou Lucimara, alegando que a consulta com o médico foi agendada somente para o dia 31 deste mês, data em que provavelmente o filho já terá nascido.

Se não bastasse a falta de médico, o sistema da unidade voltou a apresentar problemas nesta quarta-feira (11), de acordo com Lucimara. Quando questionada sobre os problemas na UBS, a Secretaria da Saúde alegou que houve novamente mais um rompimento de fibra ótica na região.

“Com relação ao questionamento sobre a UBS Belvedere, a Secretaria de Saúde informa que de fato a unidade está sem sistema, por conta do rompimento de fibra ótica na região, cujo reparo não depende da Prefeitura, mas da empresa de telefonia. Porém, nesta quinta-feira (12), a equipe da UBS entrará em contato com a gestante para agendar a consulta para a data correta”.

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]