Vereadores apontam acordo entre lideranças como mecanismo central para garantir produtividade

Antônio Boaventura

[email protected]

Acordo entre as lideranças partidárias garantiu o esvaziamento da pauta da sessão parlamentar desta terça-feira (30), que teve todos os seus requerimentos e deliberações de projetos de lei avaliados pelos vereadores da Câmara Municipal. Essa articulação foi apontada pelos vereadores João Dárcio (Podemos) e Marcelo Seminaldo (PT) como ponto central para a produtividade da Casa de Leis. 

A pauta da sessão desta terça-feira foi composta por 16 requerimentos, 2 projetos de lei para deliberação, projetos para 1ª avaliação e outros 7 para 2ª apreciação dos parlamentares. Entre eles estavam à formação de equipe de bombeiros para a Guarda Civil Municipal e a mudança na legislação para transporte de produtos classificados como perigosos no município.

“A Câmara está sempre preocupada com o nosso trabalho parlamentar. O que ocorre é que a nossa disputa política, que é legitima dentro da Casa, faz com que os trabalhos avancem ou não andem com a velocidade que as pessoas gostariam. Mostramos que quando não há disputas é possível limpar a pauta como fizemos hoje [ontem]”, declarou o vereador Marcelo Seminaldo (PT).

Já o vereador João Dárcio entende que o consenso entre as liderança permitiu com que a sessão parlamentar pudesse transcorrer sem que pudesse a mesma ser interrompida com frequência. Ele também ressaltou que esta postura tende a ampliar a produtividade daquela Casa de Leis e consequentemente dos vereadores.

“Foi um acordo de liderança para que pudéssemos deliberar os projetos e requerimentos que estavam paralisados desde a sessão passada. Houve um consenso entre os líderes para que pudesse fazer uma sessão rápida. Isso também é um trabalho de coleta de informações para que o vereador possa desenvolver o seu trabalho. Um dos trabalhos do vereador é questionar as ações do Executivo”, concluiu.