Prefeitura adota várias medidas para conter surto do coronavírus no transporte público

Para tentar conter o agravamento do quadro de contaminação por coronavírus, a Prefeitura de Guarulhos resolveu adotar medidas em relação ao transporte público, já que a locomoção de passageiros pode ser considerada ambiente de alto risco devido ao grande número de pessoas confinadas em local com ventilação reduzida.

O transporte público também tem uma variedade muito grande de superfícies sujeitas ao toque, além de não ser possível fazer um controle de possíveis passageiros infectados. Confira os procedimentos a serem adotados a partir de agora

1 – A limpeza dos terminais será intensificada, seguindo as orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os vestiários, salas de reunião e escritórios devem estar equipados com higienizadores e lenços de mão.

2 – Já nos ônibus as superfícies e pontos comuns ao toque deverão ser limpos constantemente com a utilização de álcool gel, de acordo com o protocolo da Anvisa.

3 – Fixação de cartazes nos coletivos, terminais e também na Guarupass com as medidas de prevenção.

4 – Manter os funcionários responsáveis pelo atendimento ao público orientados para que possam transmitir com segurança aos usuários do transporte todas as medidas adotadas quando questionados por estes, seja via telefone ou presencialmente.

5 – Divulgar em diversos canais de mídia as medidas preventivas adotadas pelo transporte coletivo.

6 – Manter as janelas abertas nos coletivos durante as viagens, favorecendo a circulação de ar.

7 – Comunicar aos passageiros a necessidade da redução do pagamento em dinheiro, já que o papel-moeda é um meio contaminante.

8 – Comunicar aos passageiros idosos e crianças a necessidade de evitarem o transporte coletivo sempre que possível, principalmente entre 6h e 8h e  das 16h às 19h.

9 – Orientação para que os operadores e cobradores dos coletivos reforcem seus cuidados pessoais, lavando as mãos a cada viagem. No caso dos cobradores e motoristas que realizam a cobrança de tarifas, utilizar álcool em gel devido ao contato direto com o dinheiro.

10 – Ampliação dos prazos para recadastramento dos cartões na Guarupass.

11 – Orientação aos funcionários que fazem o atendimento direto ao público quanto à prevenção e à informação à população. Se possível, manter os funcionários responsáveis pelo atendimento em cabines ou, em caso de atendimento em balcões, a uma distância segura do usuário.

12 – Não haverá redução do serviço, uma vez que essa medida impactaria diretamente na quantidade de usuários dentro dos ônibus, proporcionando a aglomeração de pessoas nos coletivos e terminais (devido ao aumento dos intervalos entre as partidas).