Patrulha Maria da Penha intensifica ações preventivas durante isolamento social

Foto: Divulgação/PMG

A Inspetoria de Patrulhamento e Ações Sociais Preventivas (Ipasp) da Guarda Civil Municipal (GCM) de Guarulhos, por meio do Programa Patrulha Maria da Penha,  intensificou o acompanhamento e o atendimento das mulheres vítimas de violência doméstica e familiar neste período de isolamento social devido à Covid-19. Desde o início da pandemia, foram realizadas 510 visitas monitoradas.

O objetivo de ampliar o monitoramento nesse período é assegurar o distanciamento do agressor e, consequentemente, o cumprimento das medidas protetivas que a autoridade judicial concede à vítima para proteger a sua integridade física.

O Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher continua encaminhando denúncias de descumprimento de medidas protetivas à Ipasp, que, por meio das visitas monitoradas, ajuda as mulheres a ficarem mais confiantes e fortalecidas diante de históricos de relacionamentos abusivos e violentos nesse momento delicado de isolamento social.

A 1ª Inspetora Darcy, gestora da Ipasp, recomenda que as mulheres busquem ajuda. “Não se submetam a ameaças e importunações e a nenhum tipo de violência física ou psicológica. Denuncie qualquer ameaça que comprometa a sua integridade física e moral”, alerta a inspetora.

Denúncias

Para denunciar ligue para a Polícia Civil, na Central de Atendimento à Mulher (180), ou para a GCM de Guarulhos nos número 153 e 2475-9444.