Avaliamos estudos antes de conclusões sobre remédios contra covid-19, diz OMS

Imagem: CADU ROLIM/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O comando da Organização Mundial de Saúde (OMS) foi questionado, durante entrevista coletiva nesta quarta-feira, 29, sobre estudos recentes que avaliam o desempenho do antiviral remdesivir, da Gilead Sciences. As autoridades presentes afirmaram que ainda não tinham lido os estudos em questão, por isso não poderiam comentar. Além disso, ressaltaram que a organização busca avaliar um conjunto de estudos, pesando nos prós e contras deles, para assim chegar a conclusões mais abalizadas.

Líder da resposta da OMS à pandemia, a epidemiologista Maria Van Kerkhove elogiou o fato de que há uma grande quantidade de estudos sendo publicados sobre a covid-19. Ela lembrou, porém, que em muitos casos a divulgação tem acontecido antes da revisão pelos pares e dos demais trâmites previstos para uma revista científica, portanto pode haver mudanças importantes no que é informado preliminarmente e no que depois de fato se verifica após esse processo. “Olhamos qual estudo é mais robusto e qual tem mais limitações”, apontou, falando em Genebra, na Suíça.

De qualquer modo, Maria Van Kerkhove voltou a defender que, como o coronavírus ainda tem espaço para se disseminar, é preciso manter as medidas de distanciamento físico como parte da estratégia para combater a pandemia.