Jogos Escolares Virtuais serão realizados para alunos de mais 13 regiões do estado

Em tempos de distanciamento social, papel higiênico vira bola de futebol, e balde, cesta de basquete. Para garantir que os alunos não deixassem de participar dos Jogos Escolares do Estado de São Paulo, a professora coordenadora de núcleo pedagógico (PCNP) de Educação Física da Diretoria de Ensino Guarulhos Sul, Mariana Frassati, criou uma versão virtual para o período de aulas remotas.

“Os jogos proporcionaram a aprendizagem real direcionada ao contexto sociocultural de cada aluno, resultando em uma sensação de dever cumprido ao vivenciar o pioneirismo de um projeto que resgatou o prazer pelo aprendizado e significados identitários locais”, afirmou Mariana Frassati.

A versão dos jogos em Guarulhos contou com a participação de mais de 350 alunos e 20 professores e fez tanto sucesso que mais outras 13 diretorias de ensino demonstraram interesse em realizar as atividades. São elas: Leste 2, Leste 5, Diadema, São Vicente, Santos, Jacareí, Itapecerica da Serra, Votuporanga, Santo Anastácio, Birigui, Tupã, Votorantim e Piraju.

Modalidades

Para participar, os alunos precisam gravar vídeos praticando as atividades. As modalidades tiveram de ser reinventadas. O jogo de basquete, por exemplo, se transformou em arremesso de bola no balde. Para disputar, o aluno precisa posicionar um balde a uma distância de três metros e arremessar uma bola durante 30 segundos, sempre contando em voz alta quantas cestas consegue acertar. Depois, ele precisa pegar a bola e voltar para o ponto de partida para arremessar novamente.

Para cada modalidade existem as regras que precisam ser seguidas para que haja assim uma competição seguindo os mesmos parâmetros. Além do basquete, os alunos também podem competir nas modalidades de atletismo, futsal (embaixadinha e freestyle), voleibol, handebol, damas, xadrez e tênis de mesa.

Com a expansão algumas regras e modalidades podem ter sido alteradas ou acrescentadas. Mas o principal foi mantido para todos, é necessário que o aluno filme a atividade para apresentar ao professor avaliador.

O intuito da ação é proporcionar aprendizagem e envolvimento de todos, no conforto e segurança de seus lares, incentivando e valorizando a prática da atividade física e esportiva mesmo em tempos de quarentena. Além disso, também é uma oportunidade para garantir diversão aos alunos.

Imagem: Divulgação/Secretaria da Educação