Prefeitura autua bar que causava aglomeração no Parque Alvorada

Mais um bar foi autuado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU) de Guarulhos por desrespeitar as determinações de segurança estabelecidas para a contenção da pandemia de Covid-19. No Parque Alvorada, onde a fiscalização aconteceu por volta das 22h desta segunda-feira (25), um estabelecimento estava promovendo um show com bebidas, aglomeração e diversas pessoas sem máscara de proteção. O local foi autuado por divergência no ramo de atividade constante na licença de funcionamento, perturbação do sossego público o e desrespeito ao horário de funcionamento determinado pelo Plano São Paulo, do Governo do Estado, e teve de encerrar suas atividades naquele momento.

Quando os fiscais entraram no local, acompanhados da Polícia Militar, os proprietários desligaram rapidamente a música para tentar despistar da festa que estava ocorrendo. O evento vinha sendo divulgado há dias pelas redes sociais e diversas denúncias de aglomeração e perturbação do sossego já haviam sido enviadas ao Departamento de Fiscalização da SDU. Cerca de 60 pessoas estavam no local no momento.

Além da fiscalização no Parque Alvorada, os fiscais da SDU haviam passado anteriormente na rua Tapajós, conhecida via de baladas da região central, e todos os estabelecimentos estavam de portas fechadas, cumprindo as determinações. Na terça-feira (19) dez bares foram autuados e fechados momentaneamente na Tapajós por desrespeitarem as determinações da fase amarela do Plano São Paulo.

Nova classificação no Plano São Paulo

Em última atualização realizada pelo governo estadual, Guarulhos passou novamente para a fase laranja do Plano São Paulo. Além disso, a partir da última segunda-feira (25), todo o Estado entra na fase vermelha entre 20h e 6h e aos fins de semana.

Na fase laranja, shoppings, comércios, galerias e serviços poderão funcionar com ocupação máxima de 40%, inclusive nas praças de alimentação. Bares não poderão ter atendimento presencial e restaurantes podem abrir com capacidade reduzida apenas até as 20h.

Já na fase vermelha, apenas serviços essenciais como mercados, feiras livres, farmácias, equipamentos de saúde, postos de combustíveis etc. podem funcionar. Bares, restaurantes, salões de cabeleireiro, academias, lojas, entre outros, não podem abrir.

“Estão chegando muitas denúncias de festas com aglomerações em barzinhos e restaurantes. Agora que no período noturno durante a semana a cidade está na fase vermelha, não é necessário apenas seguir regras de segurança. Os locais não podem funcionar”, explicou Bruno Gersósimo, secretário de Desenvolvimento Urbano.

Os equipamentos que não puderem abrir ao público para atendimento presencial poderão continuar com as suas vendas de forma online ou por telefone e realizando retiradas ou entregas. Qualquer estabelecimento que não esteja cumprindo as determinações de segurança e higienização pode ser denunciado pelos números 153 ou 2453-6700 / 6701 / 6705.