Governo do Estado deve repassar R$ 3,1 milhões à Guarulhos para combate da covid-19

Antônio Boaventura
[email protected]

Após reunião com os prefeitos que integram o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), o Governo do Estado definiu o repasse de R$ 14,7 milhões para as cidades desta região. Diante deste cenário, Guarulhos terá a sua disposição, de forma imediata, o montante de R$ 3,1 milhões para a contratação de leitos de UTI e enfermagem por 90 dias.

“Chegamos perto dos 100% e neste momento estamos com 93% dos leitos ocupados e agora a nossa batalha é diária para conseguir mais leitos de UTI e de enfermagem enquanto não chega a vacina para todo mundo. Estamos vacinando, mas ainda falta muita vacina, já que a população de Guarulhos é a segunda maior do Estado”, disse o prefeito Guti (PSD).

O chefe do Poder Executivo revelou que a verba destinado ao município pelo Governo do Estado será utilizada para a contratação de 29 leitos no Hospital Neurocenter. De acordo com os valores apresentados, a Prefeitura de Guarulhos deve desembolsar de forma complementar R$ 600 por dia para cada leito de UTI e R$ 1.200,00 para ocupações de enfermaria diariamente pelos próximos 90 dias. Ou seja, essa contração pode gerar uma despesa de mais de R$ 2 milhões.

“Esses recursos não são suficientes para alugar esses leitos. A gente vai ter que aportar também do Tesouro Municipal. Eles estão aportando por leito de UTI R$ 1.600,00 por dia. Nós vamos pagar no Hospital Neurocenter aproximadamente R$ 2.200,00 e os de enfermaria R$ 1.500,00. O Governo do Estado está aportando apenas R$ 300”, explicou o prefeito.

Contudo, Guti não descarta retornar novamente ao Palácio dos Bandeirantes para discutir um novo repasse financeiro ao município caso haja a possibilidade de contratar novos leitos para tratamento da covid-19, além dos 29 pré-contratados junto ao Hospital Neurocenter. Entretanto, ele entende que o valor destinado pelo Governo do Estado é uma conquista. Entre março e abril do ano anterior, o Executivo estadual havia repassado R$ 16 milhões.

“Estamos com problemas financeiros e qualquer ajuda é bem-vinda. Esse recurso vai ajudar bastante para implementar e alugar esses leitos de UTI e nove de enfermagem, por enquanto. Se conseguirmos mais leitos vamos bater novamente à porta do Governo do Estado para conseguir mais recursos. Foi uma conquista para que possamos ter fôlego na capacidade de atendimento pra que ninguém fique na fila precisando de leito de enfermagem e de UTI”, concluiu.