Governo de SP antecipa vacinação de idosos entre 69 e 71 anos para esta sexta

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (24) a antecipação, para esta sexta-feira (26), do início da vacinação contra COVID-19 para idosos com idade entre 69 e 71 anos. Dados do Plano Estadual de Imunização (PEI) indicam um total de novas 910 mil pessoas aptas a receberem a primeira dose no Estado de São Paulo.

“O Governo do Estado de SP antecipou a vacinação das pessoas idosas de 69, 70 e 71 anos para esta sexta-feira, dia 26 de março. A otimização da entrega das vacinas do Butantan e a logística da Secretaria da Saúde estão permitindo a antecipação para o atendimento desta faixa etária. Protejam seus pais, protejam seus avós com a vacina”, disse Doria.

A campanha ocorre com uma grande operação logística montada para a distribuição das vacinas disponíveis no país, com envio de remessas semanais pela Secretaria de Estado da Saúde para todas as regiões do Estado.

Vacinas do Butantan – Nesta quarta-feira (24), o Instituto Butantan liberou mais 2,2 milhões de doses de vacina, totalizando a distribuição de 27,8 milhões de doses da vacina contra o coronavírus, desde 17 de janeiro, ao PNI (Programa Nacional de Imunizações) do Ministério da Saúde.

Somente em março, o Butantan entregou 14,3 milhões de doses, quantitativo maior do que o disponibilizado em janeiro e fevereiro juntos. O número representa quase 25 mil vacinas por hora. Até o final de abril, o número de vacinas garantidas por São Paulo ao país somará 46 milhões. O Butantan ainda trabalha para entregar outras 54 milhões de doses para vacinação dos brasileiros até 30 de agosto, totalizando 100 milhões de unidades.

Pré-cadastro no “Vacina Já” – O pré-cadastro no site “Vacina Já” (vacinaja.sp.gov.br) economiza 90% no tempo de atendimento para imunização: leva cerca de 1 a 3 minutos para quem preencheu o formulário. Presencialmente, em média, a coleta de informações leva cerca de 10 minutos. A ferramenta ajuda a agilizar o atendimento e a evitar aglomerações.

Não é um agendamento e o uso não é obrigatório para receber a vacina, mas utilizá-la contribui para melhorar a dinâmica dos serviços e a rotina do próprio cidadão. O pré-cadastro pode ser feito por familiares de idosos ou de qualquer pessoa que participe dos públicos previstos na campanha.