Coluna 35

Tô nem aí

Segundo o vereador Edimilson Souza, Odenir Valério, inspetor fiscal de rendas, tratou com desdém os vereadores que foram até a Secretaria da Fazenda cobrar uma ação eficaz e transparente na cobrança de alguns contribuintes. O funcionário teria apresentado vários processos de cobrança contra uma empresária (cujo nome não podemos mencionar – A Vila, 2004) e perguntado “se sabiam com quem estariam mexendo”. Ora! Só por isso, já mereceria um pedido de prisão em flagrante. Faltou pulso. Como falta no caso da elevação ilegal e inconstitucional que a pasta está fazendo com a alíquota alterada do Valor Venal (sim, eles ainda continuam quietinhos sobre isso).

Crise Tucana

A empresária Fran Correa, que também preside o PSDB na cidade, destoa do posicionamento de sua bancada, na questão da Proguaru. Ela defende a manutenção da empresa e seus pares o fechamento. A crise é certa.

Passaporte pra ilusão

A banda “Hein?” da década de 80, foi profética na letra da música Passaporte pra ilusão. Num verso eles trazem: “dentro dos meus sonhos tenho a incoerência que eu queria”. Pra quem tem bom senso, exigir comprovante de vacinação contra Covid19 (ou passaporte sanitário), para entrar em locais públicos é uma tremenda incoerência. A Secretaria da Saúde informa que 90% da população adulta já foi imunizada, com pelo menos uma dose, ou seja, a cada 10 guarulhenses adultos somente 1 não se vacinou (ainda têm aqueles com comorbidades que impedem a vacinação). Tem sentido isso? Sem falar que o comprovante é tão mequetrefe que pode ser feito numa impressora caseira.

Contas aprovadas

A Câmara aprovou na sessão de ontem, 25, as contas de 2017 do prefeito Guti. Total normalidade no processo ao seguir orientação do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Mas a turma petista não perdeu a chance de fazer discurso contra, afinal, eles não tiveram uma conta sequer aprovada em 16 anos no governo. Recentemente, não tendo mais como garantir votos favoráveis, Sebastião Almeida teve suas contas rejeitadas.

Ordem na Zona

Já estão circulando pela cidade os carros equipados com câmeras que farão o controle da Zona Azul. Nos mesmos moldes da Capital, os desatentos ou espertinhos serão multados se não usarem corretamente os espaços destinados a estacionamento nas vias públicas.