Coluna 35

Sempre há tempo

Acompanhando de perto a manifestação de funcionários da Proguaru, nesta terça-feira, 21, em frente à Secretaria da Fazenda, pude notar o aproveitamento de setores oposicionistas ao governo que, em quase duas décadas passadas, foram responsáveis pelo endividamento e entrega do SAAE para a Sabesp e também pela situação de penúria financeira da mesma Proguaru. Política à parte, o que marcou foram os olhares perdidos e desesperançados daqueles que, muito provavelmente, ficarão desempregados e com recolocação no mercado bastante difícil. Eclesiastes, em seu capítulo 3, dá conta de que há “tempo de buscar e tempo de perder”. Mas diz também que “Deus julgará o justo e o perverso; pois há tempo para todo propósito e para toda obra.” Ainda há tempo.    

2º Round no MP

O Ministério Público, após vários requerimentos enviados à Câmara de Guarulhos, a fim de instruir representação contra o ex-presidente, Jesus Roque de Freitas (atual vice-prefeito), no processo de reforma da atual sede do Legislativo, que custou mais de R$ 18 milhões, decidiu pelo indeferimento da ação. Diante da negativa, o autor não só recorreu da decisão ao Conselho Superior, mas também juntou cópia dos 26 volumes do processo que norteou a obra, com pedido de melhor análise do MP. Uma resposta positiva do Conselho, poderá explicar, por exemplo, como se gastou tanto dinheiro num prédio ainda sem habite-se, porque abriram nova licitação para projeto de implantação de dutos para cabeamento de rede (outros R$ 800 mil) e até quem está pagando pelas pias recém instaladas nas copas, que estavam vazias.

Veto Verde

Alegando vício de iniciativa e limitações impostas pela Lei de Responsabilidade Fiscal, o prefeito Guti vetou, em sua totalidade, o Projeto de Lei de autoria do presidente da Câmara, vereador Miguel Martello, que ampliava alguns descontos previstos na Lei que criou o IPTU Verde, em 2010. O objetivo do projeto era ampliar a adesão dos contribuintes (que hoje é de apenas 1%) nas questões que promovem a proteção e recuperação ambiental. O Projeto é bom, quem sabe a Secretaria do Meio Ambiente não se interesse.

Retorno difícil

A volta ao trabalho presencial da Câmara de Guarulhos está bem complicada. Tem funcionário que sequer tomou a vacina contra o Covid-19, condição obrigatória. Muitos gostaram do Home.