Polícia Civil deflagra megaoperação contra estelionatários de contas bancárias

Foto: José Cruz/Agência Brasil

A Polícia Civil de São Paulo prendeu 14 pessoas em ação da Operação Locusta para cumprimento de 65 mandados de busca e apreensão e 35 de prisão contra uma organização criminosa que aplicava golpes por meio de caixas eletrônicos e falsos aplicativos bancários. A operação foi desencadeada nas primeiras horas de hoje (29) pela Divisão de Capturas do DOPE com ações na Capital, municípios da Grande SP e em Agudos, área do Deinter 4 (Bauru), onde ocorreram as prisões. Os 80 policiais envolvidos nos trabalhos também apreenderam cartões bancários, máquinas para cartões, celulares e computadores.

As investigações estão sediadas em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, onde está a maioria das vítimas. A Polícia daquela cidade entrou em contado com a Divisão de Capturas, que desenvolveu os trabalhos de identificação e localização dos estelionatários, em São Paulo.

Além do golpe “chupa cabra”, aplicado nos caixas eletrônicos, a organização criminosa utiliza um aplicativo que alega ser “app” de segurança da instituição bancaria. Uma pessoa identificada como sendo do setor de combate a fraudes do banco envia um link para que o usuário baixe o aplicativo e preencha os dados da conta. Dessa forma o grupo obteve todas as informações privadas das vítimas, inclusive senhas, e realizou transferências, saques e empréstimos.

- PUBLICIDADE -