Polícia Civil faz primeiro voo de teste com avião apreendido do crime organizado

Foto: Polícia Civil

O avião Cessna Caravan, apreendido em operação contra o crime organizado em 2019, fez hoje (28) o primeiro voo como aeronave da frota da Polícia Civil do estado de São Paulo. O voo-teste partiu do aeroporto de Sorocaba e durou 42 minutos sobrevoando a cidade. O Cessna Caravan é o primeiro avião a integrar a frota e também o primeiro apreendido do crime organizado em operação no SAT (Serviço Aéreo Tático), da PC. Um helicóptero, também apreendido do crime organizado, está sendo preparado para integrar a frota aérea da PC.

Além do avião, a Polícia Civil paulista ainda trabalha para incorporar à frota dois helicópteros Esquilo, sendo um modelo AS350 B3 e outro EC130 B4. O primeiro também foi apreendido pela Dise de Americana, em 2018. Já o segundo foi pego com o traficante André do Rap, preso pelo Dope em 2019. A expectativa é que ambos comecem a operar ainda neste primeiro semestre. Desde o início da atual gestão, a Polícia Civil já recuperou 1,5 bilhão em ativos, oriundos de apreensões em ações contra o crime organizado, em especial, contra o tráfico de drogas.

- PUBLICIDADE -