Patrulha Maria da Penha acompanha mais de 60 mulheres por semana

Foto: Hoje TV

Atualmente a Patrulha Maria da Penha acompanha semanalmente 60 mulheres vítimas de violência doméstica. “Muitas delas não são ameaçadas somente pelos maridos, nós presenciamos casos que envolvem mãe e filho, irmão e irmã também. Sem dizer aqueles que são ex-namorados. A Patrulha se depara diariamente com essas situações”, explicou o secretário para Assuntos de Segurança Pública, Márcio Pontes, durante entrevista no HOJE TV desta sexta-feira (6), apresentado pelo jornalista Maurício Siqueira.

Segundo Pontes, a Guarda Civil Municipal (GCM) tem feito muitas prisões de homens que não respeitam as medidas protetivas. “Alguns homens vão até a casa da mulher para querer bater nela. Mas nós sempre estamos preparados, pois temos contato direto com essas vítimas. Quando recebemos algum contato delas, a viatura vai imediatamente até a residência desta mulher. Com isso nós temos feito vários flagrantes por não cumprimento desta medida”, ressaltou ele.

Pontes afirma que a Patrulha Maria da Penha é um excelente trabalho que a GCM presta na cidade. “O trabalho da Patrulha é de muita qualidade e nós temos preservado realmente a vida de muitas mulheres. Recentemente nós pegamos um caso em que um filho, de 40 anos, agredia a mãe com constância pois ela não dava o dinheiro de sua aposentadoria para ele. O homem foi preso”, finalizou o secretário.

O programa vai ao ar de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 9h, e pode ser acessado no Facebook (guarulhoshoje), YouTube (HOJE TV) ou pelo site www.guarulhoshoje.com.br.

- PUBLICIDADE -