Caminhoneiro e ajudantes são vítimas de sequestro na via Dutra

Foto: João Nogueira/AE

O motorista e dois ajudantes estavam a caminho de Guarulhos para prestar serviços quando, por volta das 4h50, na rodovia Presidente Dutra foram surpreendidos por um motorista de um veículo Gol prata, com um passageiro, sinalizando dando a entender que havia algo errado no caminhão. Logo depois, um veículo Siena de cor preta, com três homens, atravessou o trajeto do caminhão, forçando sua parada. Na sequência, um indivíduo, portando arma de fogo, abordou o motorista e ajudantes e ordenou que desembarcassem do caminhão e embarcassem no Siena, ocasião em que outros dois homens ingressaram no caminhão e o conduziram para local desconhecido.

O motorista e os ajudantes foram levados para um cativeiro na Vila Barros onde foram mantidos reféns e em poder de outros dois rapazes, aproximadamente entre 5h até 12h50. Segundo eles, foram horas de medo e tortura psicológica, pois apesar de não terem sofrido agressão física, as vítimas não sabiam se seriam libertas ou mortas.

Durante esse período, as famílias do motorista e ajudantes já haviam registrado boletim de ocorrência por desaparecimento, tendo em vista que não apareceram para realizar o serviço na empresa contratante, e que os celulares estavam desligados havia muito tempo.

Os três homens foram retirados do cativeiro por volta de 12h50 por um táxi da cooperativa Guarucoop, que tinha outros dois rapazes, e foram liberados na rodovia Fernão Dias entre os km 85 e 86.

Os crimes contaram com a participação de nove assaltantes do sexo masculino, todos com idade aproximada entre 21 e 30 anos. Além do caminhão, que possui um valor aproximado de R$ 260 mil os assaltantes também levaram os celulares e carteira das vítimas.

As vítimas não sofreram agressão física, mas foram alertadas pelos assaltantes para não tentarem reagir, pois caso contrário, morreriam. O caso aconteceu na quinta feira (19).

- PUBLICIDADE -