Corinthians resiste a pressão do Fla e chega a recorde com série invicta

SÃO PAULO, SP - 30.07.2017: CORINTHIANS-FLAMENGO - Pará em lance - Partida entre Corinthians e Flamengo, válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol 2017, realizada no Itaquerão, na zona leste da capital paulista, na tarde deste domingo (30). (Alan Morici/FramePhoto/Folhapress)

Ao buscar o empate com Corinthians por 1 a 1 neste domingo (30), no Itaquerão, o Flamengo deu prova de força e também dá à concorrência a perspectiva de um Brasileiro um pouco mais competitivo. Até os 25min do segundo tempo, quando vencia a partida, o time de Fábio Carille caminhava para garantir o título simbólico do primeiro turno. Também mantinha um aproveitamento de 100% contra os demais rivais que estão na faixa dos cinco primeiros do campeonato.

Com um segundo tempo em que mandou no jogo, porém, o Flamengo tratou de tornar esse panorama de dominância corintiana um pouco mais nebuloso, embora 12 pontos os separem na tabela – são 41 pontos para o líder contra 39 do quinto colocado. O clube do Parque São Jorge conheceu seu terceiro empate nas últimas quatro rodadas do Brasileiro. Nas primeiras 13, haviam sido apenas dois placares igualados.
Mesmo assim, o Corinthians ao menos estabeleceu a série invicta mais longa a partir do início do campeonato na era de pontos corridos, com 17 rodadas. Superou a marca de 16 rodadas de invencibilidade do próprio Flamengo em 2011. Com 12 vitórias e cinco empates, ainda é um grande desafio para a concorrência resistir a sua consistência.

Depois de início de jogo em que se anunciava no ataque, o Flamengo se viu dominado pelo Corinthians antes mesmo de sofrer o primeiro gol. Jô abriu o placar aos 21min do primeiro tempo, novamente concluindo dentro da área, de esquerda, lançado em profundidade. Neste domingo, aliás, precisou que Jô fizesse dois gols para ter um validado. Minutos antes, a arbitragem viu impedimento inexistente do camisa 7 após passe de Maycon na grande área.

No segundo tempo, porém, o Flamengo conseguiu progredir com a bola para acuar o líder do campeonato. Para vencer a melhor defesa, de qualquer forma, o time carioca precisou de um golaço de voleio de um de seus zagueiros, Réver, aos 25min do segundo tempo.