Com reclamações constantes de perturbação de sossego, ‘Baile do Vermelhão’ já foi alvo de operações da PM e GCM

Com uma tragédia culminando na morte de três pessoas, que morreram pisoteadas após um tumulto durante o baile funk, o ‘Baile do Vermelhão’, como ficou conhecido, não é a primeira vez que tem uma operação realizada pela Polícia Militar com o intuito de inibir os pancadões. No início deste ano, no dia 10 de março, equipes da Guarda Civil Municipal (GCM), juntamente com o apoio da PM, realizaram a operação Paz Social.

Moradores com medo de se identificar por possíveis retaliações, já reclamaram ao HOJE que o local tinha muito entre os jovens de drogas e bebidas alcoólicas. O pancadão já teria chegado a atrair mais de três mil pessoas durante um final de semana na rua Pátria, no Jardim Vermelhão, região do Pimentas, onde é realizado.

Em reportagem veiculada no ano passado, o HOJE já alertava que os moradores reclamavam dos constantes bailes funks há três anos, devido a questão de perturbação de sossego, barulho e também não conseguirem sair de casa, já que os moradores não estariam conseguindo sair com o carro, devido ao número de pessoas na via.

Confira:

https://www.guarulhoshoje.com.br/2017/06/12/moradores-lutam-ha-tres-anos-pelo-termino-dos-pancadoes-no-jardim-vermelhao/

https://www.guarulhoshoje.com.br/2017/09/13/moradores-reclamam-dos-constantes-pancadoes-no-jardim-vermelhao/