A prefeitura iniciou nesta sexta-feira (11), a aplicação do “remediador ambiental físico químico” de odores no aterro sanitário municipal de Guarulhos, no Cabuçu. A ação visa amenizar o mau cheiro emitido pelos resíduos orgânicos em decomposição expostos após o deslocamento de uma das células do aterro, no último dia 28.

O secretário de Serviços Públicos, Edmilson Americano, acompanhou o procedimento nesta sexta, junto a técnicos e engenheiros da Pasta. “Os resultados foram bastante satisfatórios. Esperamos assim amenizar boa parte do desconforto que o mau cheiro vindo do aterro tem causado à população da região do Cabuçu”, explicou Americano.

Testado previamente pela Prefeitura e autorizado pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) e pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), o produto, espécie de detergente que ajuda na precipitação dos gases, é 100% biodegradável e inofensivo a todas as formas de vida. Para manutenção e ampliação do resultado, a aplicação será repetida nos próximos dias, porém em áreas com acesso permitido somente aos profissionais envolvidos diretamente com o processo.

A administração municipal tem empenhado máximo esforço para minimizar os impactos causados pelo incidente, com aprovação da Cetesb em relação às obras (impermeabilização e diques de contenção) realizadas no local para evitar a contaminação das áreas próximas. Na página guarulhos.sp.gov.br/pagina/aterro-sanitário-de-guarulhos é possível acompanhar todas as informações sobre a situação no aterro municipal de Guarulhos.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here