Projeto do monotrilho do Aeroporto de Guarulhos aguarda aprovação da Secretaria de Aviação Civil

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

O projeto do monotrilho que vai ligar a estação Aeroporto da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), até três terminais do Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos em Cumbica, aguarda uma aprovação formal por parte da Secretaria Nacional de Aviação Civil para a definição da empresa que implantará o sistema de transporte, segundo informação da concessionária responsável pela administração do aeroporto, o GRU Airport.

“Mais de dez companhias, entre nacionais e internacionais, já manifestaram interesse em participar do projeto. Tão logo a aprovação seja oficializada, será estabelecida a data de início da implantação”, informou em nota a concessionária. A necessidade da implantação do monotrilho surgiu após a distância de quase 2 km entre a estação Aeroporto até os terminais 2 e 3.

No mês passado, o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, já havia afirmado que oito empresas de tecnologia já estariam interessadas no projeto. O GRU Airport ainda não informou em qual parte dos terminais deve ficar as estações do monotrilho e o custo do projeto foi estimado pelo governador João Doria (PSDB), em R$ 175 milhões.

O projeto denominado People Mover CPTM-GRU tem previsão de ter uma extensão de 2,6 km, com um tempo de deslocamento previsto de seis minutos, entre a estação Aeroporto até o Terminal 3. O chamamento das empresas interessadas em participar da implantação do monotrilho foi finalizado no dia 7 do mês passado.