Deputados criam frente parlamentar em defesa da Furp e dos seus funcionários

Antônio Boaventura

[email protected]

Com apoio do deputado federal Alencar Santana (PT) e da vereadora Janete Pietá (PT), deputados estaduais, que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), que investiga possíveis irregularidades na gestão da Fundação para o Remédio Popular (Furp), criaram uma frente parlamentar para defender os interesses da fábrica de medicamentos.

O evento contou com a presença de pacientes e funcionários da instituição, além de parlamentares e lideranças do Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Saúde no Estado de São Paulo (SindSaúde-SP). Entre as integrantes da mesa de debates, representantes do Ministério Público de São Paulo, conselhos estadual e nacional de saúde, os presidentes da Associação Paulista de Saúde Pública, da Federação Nacional dos Farmacêuticos e a professora Primavera Borelli, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP.

A criação da Frente é uma iniciativa da deputada estadual Beth Sahão (PT). Além dela, o grupo integra parlamentares de diferentes partidos e tem por finalidade debater a viabilidade das duas instituições que correm o risco de serem extintas pelo governador João Dóoria (PSDB). Os trabalhos da comissão parlamentar se encerram no dia 9 do próximo mês.

“Infelizmente, o SUS está sob ataque de governos que querem transferir a responsabilidade do estado para particulares. Com isso, conquistas duramente obtidas passam a ser ameaçadas. A Furp é a maior fabricante pública de medicamentos da América Latina, com atuação no regulamento de preços para a população”, declarou Beth.

De acordo com publicações do Diário Oficial do Município (DOM) realizadas entre os dias 17 e 30 do mês passado, apontam o gasto de quase R$ 400 mil em compras de medicamentos feitas pela prefeitura junto a Fundação para o Remédio Popular (Furp). A fábrica instalada em Guarulhos é responsável pela fabricação de pouco mais de 40 fórmulas de remédios, que também são fornecidos para outras cidades do país