Implantação de monotrilho para ligar terminais do Aeroporto de Guarulhos ainda segue sem prazo

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

A implantação do monotrilho ou ‘People Mover’, como ficou conhecido, ainda segue sem prazo definido para ligar os terminais 1,2 e 3 do Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos até a estação Aeroporto da Linha-13 Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

Em nota, a concessionária responsável pela administração do aeroporto, o GRU Airport, informou que as propostas referentes ao People Mover, serão analisadas pela concessionária e, posteriormente, apresentadas ao Governo Federal, ainda no inicio deste ano, a fim de que defina as próximas etapas para a implantação do projeto.

Já o Ministério da Infraestrutura, informou que ainda não há prazo para regulamentar a finalização do processo. “No momento, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) está fazendo análises do projeto e interagindo com os órgãos de controle sobre a viabilidade da obra. Ao final dessa fase, as informações técnicas serão prestadas à Secretaria Nacional Aviação Civil (SAC) do Ministério da Infraestrutura, que dará as diretrizes sobre o processo”.

O projeto do monotrilho teria capacidade para atender até dois mil passageiros por hora em cada sentido, com previsão de ter uma extensão de 2,6 km, com um tempo de deslocamento previsto de seis minutos, entre a estação Aeroporto até o Terminal 3 do aeroporto. O governador João Doria (PSDB), chegou a dizer que o monotrilho deve ficar pronto até 2021.

A estação Aeroporto, da Linha-13 Jade, composta também pelas estações Guarulhos-Cecap e Engenheiro Goulart, está localizada a 500 metros de distância do Terminal 1, 1,5 km do Terminal 2 e 2 km do Terminal 3 do aeroporto. No monotrilho não haveria cobrança de tarifa para os passageiros.

Foto: Ivanildo Porto