Moradora do Parque Continental II encontra 10 escorpiões na residência

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

A operadora de logística Jennifer Naiadi de Oliveira Santos, 22, não tem mais sossego dentro da própria residência, localizada na rua Sessenta e Sete, no bairro do Parque Continental II, alegando que devido a dois terrenos abandonados na rua, diversos escorpiões estão entrando na residência em um problema que persiste desde o ano passado.

“Somente neste último sábado e domingo encontrei 10 escorpiões em casa. Nessa semana já encontrei outro atrás da minha cama”, destacou Jennifer, alegando que agora a maior parte dos escorpiões que aparecem na casa seriam filhotes, devido ao tamanho. A moradora informou que ligou ao Centro de Controle de Zoonoses de Guarulhos, porém, apenas teriam afirmado para realizar a denúncia na Central de Atendimento ao Cidadão (Fácil).

Outro grande perigo, é que a moradora tem um filho que vai completar apenas um ano, e devido à proliferação de escorpiões no terreno, o bebê acaba correndo risco de ser picado. O problema já ocorre há três meses, e para tentar amenizar o impacto na residência, que vive fechada, com o objetivo de impedir a entrada dos escorpiões, a moradora disse que está começando a utilizar veneno, para tentar solucionar o problema.

“Meu marido chegou a abrir a porta de casa e já tinha cinco escorpiões do lado de fora, além de aparecerem principalmente no jardim e nos corredores”, afirmou à moradora. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que um conjunto de fatores dificulta a vigilância e prevenção em relação ao manejo do escorpião, principalmente na região do Parque Continental, onde segundo a administração municipal, a área de vegetação primitiva favorece o aparecimento e reprodução dos escorpiões, a presença de lotes desocupados e diversas ruas sem saída, com decomposição irregular de resíduos inertes e áreas com proximidade a cursos d’água (galerias de esgoto, águas pluviais, margens e córregos), próximo ao logradouro.

Sobre a reclamação do HOJE, a Zoonoses informou que a equipe técnica realizou uma vistoria no local. “Ressaltamos que a Divisão Técnica do Centro de Controle de Zoonoses recebe as demandas de escorpiões por meio de telefone e internet. É realizada, primeiramente, orientações ao munícipe (manejo ambiental e prevenção de acidentes) e, posteriormente, ação de investigação da notificação, captura de espécimes e orientação no imóvel com ocorrência de escorpião”, informou a administração municipal.

Guarulhos já recebeu 36 solicitações de escorpiões somente neste ano:
Total de solicitações recebidas em 2020 até hoje: 36
No ano de 2020 até o momento nenhum espécime capturado ou recebido.
Total de solicitações recebidas de escorpiões em 2019: 236
No ano de 2019 foram capturados 32 espécimes e recebidas 153 no CCZ.

Foto: Divulgação