Prefeitura pretende manter as atividades do Terminal Rodoviário Turístico de Guarulhos

Antônio Boaventura

[email protected]

Com a proximidade da saída do Consórcio Terminal Guarulhos da administração do Terminal Rodoviário Turístico de Guarulhos, a Prefeitura revelou que pretende manter as atividades. No entanto, o governo municipal não revelou de que forma irá fazer a gestão daquele equipamento de transporte rodoviário. 

Entre janeiro e junho do ano passado, mais de 33 mil passageiros haviam embarcado para diferentes destinos naquele terminal, que está próximo da estação Cecap da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Em comparação ao mesmo período do ano de 2018 [24.978 passageiros], este número representa uma alta de 33% na demanda ofertada pelo Terminal Turístico.

Neste comunicado emitido pelo Consórcio, que conta com a participação da Socicam, a mesma solicita que as empresas de ônibus e comerciantes instalados sobre a decisão de encerrar as atividades, bem como seu prazo para o fim dos trabalhos naquele local. Os responsáveis pela gestão do equipamento também revelam que a estrutura será entregue à prefeitura.

O acordo de comodato celebrado entre as partes em outubro de 2014, tinha como prazo de encerramento o mês de outubro do ano passado. Informações obtidas pela reportagem apontam para a falta de interesse das partes em promover melhorias na estrutura e infraestrutura para que pudessem oferecer outros destinos, além dos ofertados aos passageiros.

Em 2018, o Terminal Turístico contou com a operação de 12 empresas de transporte de passageiros. Ela foi inaugurada em 2010 sob o valor aproximado de R$ 20 milhões. Desde o começo de suas operações sempre foi alvo de inúmeras reclamações relacionadas a pouca que quase nenhuma divulgação e o número reduzido de destinos ofertados.

O município também conta com o Terminal Rodoviário instalado no Aeroporto Internacional de São Paulo – Guarulhos, em Cumbica, que registra média de 900 viagens por mês. Aquela estrutura oferece aos passageiros opções para quase 20 destinos entre cidades do litoral e interior do estado operadas por sete viações.

A estrutura, que dispõe de 20 plataformas, teve suas atividades iniciadas em dezembro do ano passado e está instalada no Terminal 2. Os destinos possíveis são para o Litoral Norte (Bertioga, São Sebastião, Maresias, Boiçucanga, Barra do Una, Riviera, Caraguatatuba e Ubatuba) e Sul (Santos, São Vicente e Praia Grande) e interior do estado (São José dos Campos, Campinas, Sorocaba, Piracicaba, Santa Bárbara D’Oeste e Águas de São Pedro).

Foto: Ivanildo Porto