‘Fase difícil chega ao fim’, diz Ronaldinho Gaúcho após deixar prisão no Paraguai

Foto: Reprodução/Agência EFE

De volta ao Brasil nesta semana depois de ficar quase seis meses preso em Assunção, no Paraguai, por uso de passaportes falsificados, ao lado do irmão e empresário Roberto de Assis, Ronaldinho Gaúcho falou sobre o momento que passou e divulgou em sua página no Facebook um teaser de um filme autobiográfico sobre a sua carreira no futebol, ainda sem data para estreia.

“Uma fase difícil chega ao fim, graças a Deus. Não tenho palavras para agradecer todo o carinho e apoio que recebi nesses últimos meses, você estão sempre no meu coração. Aproveitando esse momento de felicidade quero compartilhar com vocês o teaser do filme que conta minha história, que muito dela se deve ao apoio de vocês. Espero que vocês gostem e em breve estará aí para vocês assistirem”, escreveu.

O filme contará a trajetória de Ronaldinho Gaúcho desde os tempos em que surgiu na base do Grêmio até brilhar na Europa vestindo a camisa, em especial, do Barcelona. O craque voltou ao Brasil e atuou no Flamengo, mas foi pelo Atlético-MG que ele conquistou o inédito título da Copa Libertadores de 2013, além da Recopa Sul-Americana, em 2014.

Ronaldinho Gaúcho desembarcou no Brasil na última terça-feira ao lado de Assis, depois de receberem autorização judicial da Justiça do Paraguai para deixarem ao país após entrarem em acordo com o Ministério Público. A investigação concluiu que o ex-jogador não tinha conhecimento de que estava usando documentações falsificadas, mas seu irmão tinha. Por isso, ambos foram condenados e irão pagar uma multa de R$ 1,1 milhão.

Os dois ficaram presos no Paraguai por cinco meses e 20 dias. Permaneceram detidos em um presídio de segurança máxima em Assunção durante um mês. Depois, a dupla ganhou o direito de regime domiciliar e foi para um hotel quatro estrelas na capital paraguaia. Eles foram soltos na segunda-feira passada, após acordo na Justiça. Os irmãos comunicaram às autoridades locais que fixarão residência no Rio de Janeiro.