Calor dá trégua em SP e temperatura não deve passar de 26ºC neste sábado

Depois de bater recorde de calor do ano com 37,4 ºC na sexta-feira, 2, e ter sequência inédita de extremo calor com três dias acima dos 37ºC, a cidade de São Paulo amanheceu neste sábado, 3, com céu encoberto e temperatura mais amena.

Ainda segundo a Climatempo, a passagem de uma frente fria vai provocar chuva e derrubar as temperaturas sobre o leste de São Paulo. Na capital paulista, há possibilidade de chuva moderada, e a máxima não vai passar de 26 ºC. Neste domingo, 4, os termômetros não devem ficar acima de 22 ºC na cidade. No entanto, o alívio será momentâneo. Haverá uma queda brusca de temperatura de até 13 ºC no fim de semana, mas a expectativa é que na próxima segunda-feira, 5, o calor volte aos 32 ºC, chegando aos 36 ºC na terça-feira, 6.

O calor neste fim de semana também dará trégua em áreas do litoral, Vale do Paraíba e sul paulista. No entanto, cidades do interior continuam com clima seco e quente.

Recorde de temperatura de 2020

A cidade de São Paulo voltou a bater o recorde de temperatura de 2020, registrando 37,4 ºC na sexta-feira, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Essa foi a segunda maior marca desde o início das medições pelo órgão, que ocorreu em 1943. Os números mostraram que pela primeira vez nessa série histórica a capital paulista conviveu com três dias seguidos acima dos 37 ºC, já que na quarta-feira, 30, e na quinta-feira, 1.º, a marca havia ficado em 37,1 ºC. Alguns termômetros de rua chegaram a marcar 46 ºC.

Veja a lista dos recordes de temperatura na cidade de São Paulo

37,8 ºC em 17 de outubro de 2014

37,4 ºC em 2 de outubro de 2020

37,1 ºC em 30 de setembro de 2020 e 1.º de outubro de 2020

37ºC em 20 de janeiro de 1999

36,7 ºC em 19 de janeiro de 1999 e em 21 de janeiro de 1999

36,6 ºC em 31 de outubro de 2012

A temperatura registrada na sexta-feira só ficou abaixo dos 37,8 ºC registrados em 17 de outubro de 2014. Uma outra sequência de dias com temperaturas tão altas ocorreu em janeiro de 1999. As marcas desta semana estão bem acima da média para o período, que costumam ficar em torno dos 25º C. O fenômeno recente pode ser explicado pelo avanço de uma massa de ar quente e seco, que vem quebrando recordes de temperatura no Sudeste e no Centro-Oeste.