Assaltos nas passarelas da via Dutra geram medo e revolta aos pedestres

Local necessário para a travessia, principalmente de trabalhadores de empresas que margeiam a rodovia Presidente Dutra, as passarelas se tornaram um lugar perigoso, e pedestres denunciam constantes assaltos.

“Trabalho próximo ao km 212 e só nesta semana tivemos dois assaltos a mão armada na passarela. E não importa o horário, até mesmo durante o dia esse problema ocorre”, afirmou um denunciante que preferiu não se identificar.

Na passarela do km 222, a reclamação é a mesma. “São pelo menos dois homens que praticam roubos todos os dias e nenhuma autoridade faz nada. Esses dias ajudamos uma mulher desesperada que tinha acabado de ser vítima na passarela”, disse uma vendedora de uma empresa próxima.

Atravessa se torna ainda mais difícil a noite. “Morremos de medo. Muitas vezes não há iluminação adequada e não temos outra opção a não ser enfrentar a escuridão e pedir a Deus para nos ajudar”, disse outra funcionária que trabalha numa empresa próxima ao km 216.

Todos os pedestres consideram o policiamento dos locais falho, o que facilita a ação dos bandidos. “Não vemos nenhuma viatura em momento algum, mesmo os assaltos ocorrendo o tempo todo”, disse outro trabalhador de uma empresa no km 216.