Guarulhos inicia campanha Fique Sabendo no Dia Mundial de Luta contra a Aids

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o Dia Mundial de Luta contra Aids, celebrado nesta terça-feira (1º), não poderia passar despercebido por se tratar de uma data criada para relembrar as lutas e todas as conquistas na resposta global ao HIV. Por isso, mesmo com todas as restrições que o momento exige para a prevenção da Covid-19, a Secretaria da Saúde de Guarulhos se engaja mais uma vez, a partir desta data, na campanha estadual Fique Sabendo, de incentivo à realização do teste rápido para a detecção do HIV.

Na cidade, todas as Unidades Básicas irão ampliar a oferta do exame até sexta-feira (4). Por conta do ponto facultativo que antecede o aniversário de Guarulhos, comemorado na terça-feira (8), a campanha no município vai acabar mais cedo que no estado de São Paulo, onde a testagem se encerra na segunda-feira (7). O objetivo é estimular o diagnóstico precoce do HIV para aumentar a qualidade de vida das pessoas infectadas e diminuir o risco de morte.

Em sua mensagem para este 1º de dezembro de 2020, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, destacou que “com a atenção mundial voltada para a crise da Covid-19, o Dia Mundial contra a Aids é um lembrete da necessidade de manter o foco em outra pandemia global que ainda está conosco quase 40 anos após seu início”. Ele destaca ainda que, apesar das conquistas importantes, a emergência da aids não terminou e que o HIV continua a infectar 1,7 milhão de pessoas a cada ano e mata cerca de 690 mil.

Segundo informações do Ministério da Saúde publicadas pela Agência Brasil EBC neste Dia Mundial de Luta contra a Aids, atualmente cerca de 920 mil pessoas vivem com HIV no Brasil: 89% delas foram diagnosticadas, 77% fazem tratamento com antirretroviral e 94% das pessoas em tratamento não transmitem o HIV por via sexual por terem atingido carga viral indetectável.

Em Guarulhos hoje são 4.076 pessoas vinculadas aos serviços especializados para o tratamento da doença, segundo dados do Ministério da Saúde. De acordo com dados parciais até 3 de novembro passado do Sinan NET – Sistema de Informação de Agravos de Notificação, foram notificados 43 casos novos de aids em pessoas residentes no município somente neste ano de 2020, além de outras 110 infecções pelo HIV.

“Por isso, é muito importante que as pessoas participem da campanha Fique Sabendo, especialmente aquelas que nunca fizeram o teste, uma vez que apenas cerca de 70% da população que vive com o vírus atualmente conhece seu estado sorológico”, destacou Ricardo Gambôa, coordenador do Programa IST da Secretaria Municipal da Saúde. Segundo ele, a meta da ONU é garantir que esse número chegue a 90%. Desse total, que pelo menos 90% dos infectados recebam tratamento e ainda, dentre os que recebem tratamento, 90% atinjam uma carga viral indetectável.