Em palestra no HMCA, massoterapeuta conta como venceu o câncer de mama

Foto: Giuliana Carmo/IDGT

“Dar meu testemunho é uma realização. Há 15 anos passei por uma experiência que, graças a Deus, venci. Pedi muito a Deus pra que pudesse dar meu testemunho um dia e dizer que o câncer de mama tem cura.” O relato é da massoterapeuta Márcia Regina Vaiano, que teve o câncer em 2006. Na terça-feira, 26 de outubro, ela contou sua história para os colaboradores do Hospital Municipal da Criança e do Adolescente (HMCA), em Guarulhos administrado pelo IDGT, durante a palestra “Vivência e o testemunho sobre o câncer de mama”.

Márcia identificou o câncer ao tocar as mamas durante o autoexame. “Tenho histórico familiar de câncer, perdi minha mãe para um câncer agressivo, minha tia, meu pai. Só conseguia pensar que eu era a próxima vítima. Fui ao médico e realizei todos os exames necessários. Era um carcinoma.”

Agressivo, o câncer obrigaria Márcia a retirar a mama, além de realizar quimioterapia e radioterapia. “Esse tipo de câncer pode ir para os ossos, mas eu tenho minha fé. Logo fui encaminhada para a cirurgia e, no último exame, constataram que eu não tinha metástase. Era um câncer localizado. Então, não precisei retirar a mama.”

Após o início dos tratamentos (30 sessões de radioterapia e seis de quimioterapia), Márcia disse que seu foco era dar a volta por cima. “Depois que descobri o câncer, percebi que estava com dó de mim, assim como outras pessoas. Então mudei e passei a mostrar que ninguém precisava ter dó, porque era só uma fase. Gosto sempre de lembrar de que, durante o tratamento das queimaduras provocadas pela radioterapia, o que me ajudou muito foi usar água do coco e poupa do coco. Não nasci com essa doença e meu foco era vencer e venci.”

Leandro Bomfim, diretor-geral do HMCA, agradeceu a presença da massoterapeuta. “Quero dizer obrigado por compartilhar sua história com a gente, nesse mês que é tão importe para todas as mulheres. Também quero parabenizar a equipe de Humanização por fazer esse trabalho de conscientização a prevenção. Agradeço a todos por terem vindo.”

No final da palestra, os colaboradores participaram de uma sessão de cuidados com massagem e limpeza de pele. Para Fabiano Vieira, gerente de Humanização, a mensagem que a equipe quer deixar é sobre se amar. “O que oferecemos hoje é um pequeno gesto de amor, de cuidado e preocupação. Precisamos nos amar em primeiro lugar, precisamos cuidar de nós mesmos. A prevenção ao câncer é isso, é se amar acima de tudo.”