Guarulhos fecha 2021 com aumento de 30% no número de mortes no trânsito

Foto: Ivanildo Porto

Durante o ano de 2021, Guarulhos apresentou um aumento de 30,4% no número de óbitos por acidentes de trânsito em relação a 2020, quando teve início a pandemia da covid-19 e o isolamento social, passando de 115 para 150 mortes mês a mês. Já em relação a 2019, ano em que ainda não existiam restrições sociais, foram contabilizados 105 óbitos – o aumento foi de 42,8%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (19), pelo Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga-SP). 

Em 2019, pedestres foram as principais vítimas. Já nos últimos dois anos, os motociclistas passaram a liderar a lista. Em 2021, houve um aumento de 40% na taxa de óbitos por motociclistas, passando de 50 para 70 mortes quando comparado a 2020. Em relação aos pedestres, em comparação com 2019, houve um aumento de 10%, passando de 39 para 43. Apesar disso, motocicletas passaram a liderar a categoria.

Nos últimos três anos, atropelamento foi o principal tipo de acidente. De 2020 para 2021, houve um aumento de 14%, passando de 45 para 52 óbitos. No ano anterior 51,33% das mortes por acidente de trânsito foram registradas em vias municipais, enquanto 36,67% delas foram em rodovias. Em 2020, vias municipais contabilizavam 53,91% das mortes, enquanto rodovias contabilizavam 40,87% delas.  

Jovens com idade entre 18 e 24 anos são as principais vítimas fatais de acidentes de trânsito. Em 2019, foram contabilizadas 22 mortes por esta faixa etária, caindo para 20 em 2020 e aumentando novamente para 33 em 2021. Homens seguem sendo as principais vítimas fatais de acidentes de trânsito. No ano anterior, eles representavam 88,67% das vítimas, enquanto as mulheres representavam 10% delas. 

- PUBLICIDADE -