Guarulhos abre duas das quatro Unidades de Combate a Covid-19 e Gripe

Foto: Divulgação/PMG

A Prefeitura de Guarulhos já abriu duas quatro Unidades de Combate a Covid-19 e Gripe (UCCGs) da cidade. A primeira a entrar em funcionamento foi a da UPA São João, inaugurada no domingo (30) com a presença do prefeito Guti. Nesta segunda-feira (31) entrou em operação a UCCG 2, no PA Dona Luiza.

Os polos ficam em cada uma das quatro regiões do município e funcionam nos estacionamentos das Unidades de Pronto Atendimento São João e Dona Luiza e das Unidades Básicas de Saúde (UBS) Parque Cecap e Cidade Martins.

De acordo com o cronograma da Secretaria da Saúde, a UCCG 3, na UBS Parque Cecap, começa a funcionar às 7h desta terça-feira (1º),  enquanto que a UCCG 4, na UBS Cidade Martins, iniciará o atendimento no mesmo horário da quarta-feira (2).

O prefeito Guti explicou na inauguração da UCCG 1 que “a criação das unidades visa a desafogar o trabalho das Unidades Básicas de Saúde, que estão sobrecarregadas com casos da pandemia de coronavírus e da epidemia de gripe”.

Já o secretário da Saúde, Ricardo Rui, disse que “a estrutura, inicialmente, será mantida por dois meses e a estimativa é de 9 mil atendimentos ao mês por unidade. Nos locais haverá três consultórios médicos, além de sala de classificação de risco, de espera e de medicação”.

Com 12 profissionais de saúde em cada unidade (médicos, enfermeiros e auxiliares de enfermagem), além de uma equipe de apoio formada por recepcionistas, administrador e auxiliar de limpeza, elas funcionarão de segunda a segunda das 7h às 19h.

As unidades darão apoio aos casos mais leves de síndrome respiratória (covid-19 e H3N2). No local, por indicação médica, serão realizados testes para detectar se o paciente é portador do coronavírus.

A ideia central, além de diagnosticar os casos leves de síndromes respiratórias, é fazer com que as UBS retomem os agendamentos das consultas de outras especialidades e também funcionem como apoio para as UCCGs.

Vale ressaltar que as UCCGs não são um centro de testagem, mas sim de diagnóstico para os sintomas mais leves. Cabe somente ao médico a decisão de indicar o teste para o paciente. Em todas as quatro unidades também há ambulâncias de apoio para os casos que necessitem transferência.

- PUBLICIDADE -