Em 1967, ano de fundação do Saae, Guarulhos contava com pouco mais de 200 mil habitantes

Av.Emílio Ribas, ao fundo reservatório do Gopouva-16/10/1970-Foto: Roberto Fucks/PMG

Em 1967, ano de fundação do Saae, a população de Guarulhos era de pouco mais de 200 mil pessoas. Hoje, ultrapassa 1,3 milhão, sendo a segunda cidade mais populosa do Estado de São Paulo, atrás apenas da capital. Guarulhos é também o 13ª município com o maior número de habitantes do país, mas o primeiro entre as não capitais. Fica à frente, portanto, de 15 capitais brasileiras.

Décima terceira posição é também na qual Guarulhos se encontra no ranking de Produto Interno Bruto (PIB), índice que determina as maiores economias do país. O último dado disponível é de 2014. Contudo, três anos antes a cidade estava na oitava posição, sendo responsável por 1,05% de toda a riqueza gerada no Brasil. Em 2014, o PIB de Guarulhos chegou a R$ 51,3 bilhões, com uma renda per capita de R$ 38 mil.

Não há registros do PIB de Guarulhos há cinco décadas, mas com a industrialização recente, a construção do aeroporto internacional e as importantes rodovias que cortam a cidade, era certamente uma fração do verificado hoje. Em 2002, o primeiro dado disponível, o PIB era de R$ 12,5 bilhões.

No que diz respeito à extensão da rede de água houve um considerável avanço nas últimas cinco décadas. Enquanto que em 1967 ela compreendia apenas 118 km, hoje já está acima de dois mil e 300 quilômetros. Já a rede de esgoto também verificou um crescimento expressivo, passando de 40 km há meio século para mais de 1.700 quilômetros nos dias atuais.

Por fim, o município contava com 10.400 ligações de água e esgoto em 1971, o dado mais antigo disponível, mas hoje já são mais de 452 mil. Segundo Plínio Tomaz, superintendente-adjunto do Saae e um de seus fundadores, em 1967 havia muito poucas ligações de água e a rede de esgoto começou a ser construída naquela época.