Reportagem: Ulisses Carvalho

ulissescarvalho@grupomgcom.com.br

Se ficar sem água por um dia já é extremamente complicado, imagine ficar quatro dias. Essa é a situação que estão vivendo moradores dos bairros Novo Recreio, Parque Mikail, Parque Mikail II, Parque Santos Dumont, Cabuçu, Recreio São Jorge e Jardim Monte Alto. Mesmo com diversas ligações de moradores para os telefones da Sabesp, o problema ainda persiste, assim como a resposta  padrão da companhia, alegando que irá solucionar o problema.

O HOJE entrevistou por telefone quatro moradores entre regiões como Parque Santos Dumont, Cabuçu e Mikail. Os problemas são semelhantes, alguns bairros com a falta de água desde sexta-feira (8), outros desde sábado (9), porém, o descaso é o mesmo, de acordo com os moradores, que alegam ter comprado água para conseguir tomar banho ou para cozinhar.

“Eu não estou comprando água, meu marido está desempregado, e não temos dinheiro para comprar. Não temos água nem para beber. Aqui moram quatro crianças e dois adultos”, destacou uma moradora do Parque Mikail II, que preferiu não se identificar.

Já a moradora Isabela Rocha, do Cabuçu, afirmou que o problema começou no sábado (9). “Todos os dias reclamamos para a Sabesp e não recebemos nenhum tipo de amparo pelo telefone”, destacou. Em nota, a companhia pediu desculpas aos moradores pelo transtorno e alegou estar à disposição, através dos telefones 195 ou 0800 0119911 (ambos com ligações gratuitas) ou pela Agência Virtual no site www.sabesp.com.br. Os clientes também podem utilizar o aplicativo da Sabesp para Android e IOS.

“Em atendimento à solicitação de informações sobre falta de água em bairros de Guarulhos, a Sabesp informa que a intermitência é ocasionada pelas obras emergenciais devido ao afundamento de asfalto na região do bairro Jardim Santa Emília. Em função disso, alguns bairros estão sendo mais impactados como Jardim Monte Alto, Parque Mikail, Parque Mikail II Santos Dumont, Novo Recreio, Recreio São Jorge e Cabuçu. A regularização do abastecimento será gradual e deve se estabilizar ao longo dos próximos três dias”. 

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here